Matinal News

Após determinação do STF, bloqueios começam a ser desfeitos

Change Size Text
Após determinação do STF, bloqueios começam a ser desfeitos

Os bloqueios de rodovias registrados em diferentes estados brasileiros desde a noite de domingo ganharam força ao longo do dia de ontem. Após determinação do Supremo Tribunal Federal, que mandou desobstruir as estradas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) afirmou que foram desfeitas 192 manifestações até as 6h da manhã em todo o País.

Na decisão de ontem à noite, o ministro Alexandre de Moraes, atendendo a pedido da Confederação Nacional dos Transportes, determinou que a PRF e as polícias militares dos estados tomassem ações imediatas para desobstrução de vias ocupadas ilegalmente. Foram estipulados multa e o afastamento do cargo para o diretor-geral da PRF, Silvinei Vasques, em caso de descumprimento. A maioria dos ministros confirmou a decisão na madrugada.

Mais cedo, o governador Ranolfo Vieira Júnior (PSDB) cancelou viagem ao exterior devido à instabilidade causada pelos caminhoneiros. Ele partiria em uma missão internacional ao Egito e a Israel, entre 4 a 13 de novembro. Não só ficou no RS como anunciou a criação de um gabinete de crise para tratar do assunto a partir da manhã de hoje. 

Ao longo da segunda, universidades e empresas de transporte gaúchas suspenderam ou alteraram o funcionamento de atividades devido aos bloqueios, assim como o Daer autorizou as empresas de ônibus a cancelar ou remarcar viagens. Em Porto Alegre, a organização da Feira do Livro sugeriu a livreiros encerrar as atividades mais cedo. Hoje cedo o RS ainda registrava 30 pontos de protestos em rodovias federais e estaduais, segundo a PRF.

Frente ao nível de articulação das mobilizações, a Polícia Federal passou a investigar a possibilidade de locaute (quando a paralisação parte dos empresários). Um dos casos investigados é de um dono de transportadora em Santa Catarina que, em vídeo, convoca os protestos para “livrar o Brasil da ameaça comunista”. No estado vizinho, há vídeos sugerindo complacência de agentes da PRF com os manifestantes.

Leite critica; bolsonaristas mantêm silêncio – No meio político, o recém-reeleito governador do RS, Eduardo Leite (PSDB) defendeu que as forças policiais liberem as estradas. Já o deputado federal mais votado no RS, tenente coronel Zucco (PL) postou ontem à noite uma participação sua no programa Pampa Debates em que frisava que “a guerra não se vence com retiradas”. O parlamentar disse esperar por um pronunciamento de Jair Bolsonaro (PL), que ainda não havia se manifestado sobre o resultado das eleições. Candidato derrotado ao Piratini, Onyx Lorenzoni (PL) não se manifestou.


O que mais você precisa saber

Mourão conversa com Alckmin sobre transição – A despeito do silêncio do presidente Jair Bolsonaro (PL), o vice e futuro senador pelo Rio Grande do Sul, Hamilton Mourão (Republicanos), conversou ontem com o vice na chapa de Lula, Geraldo Alckmin (PSB), no que foi o primeiro contato de alto escalão entre a atual e a futura gestão do Palácio do Planalto. O gaúcho se colocou à disposição para realizar a transição de governo. Segundo o jornalista Gerson Camarotti, a ligação partiu de Alckmin para agradecer uma mensagem de texto enviada pelo general da reserva. Mourão chegou a convidar o seu sucessor para ir até a residência oficial dos vices, em Brasília. Alckmin é um dos nomes cotados para ser o responsável pela transição, cuja equipe deve ser definida até amanhã.

Juíza protege Conselho Municipal de Saúde contra lei sancionada por Melo – A juíza Sílvia Moradas Fiori, da 4ª Vara da Fazenda Pública do Foro Central de Porto Alegre, suspendeu nesta segunda-feira os efeitos de uma lei que, sancionada pelo prefeito Sebastião Melo (MDB), reduzia a participação de trabalhadores de saúde no Conselho Municipal de Saúde (CMS). A decisão, que atende a uma ação do Ministério Público Estadual, considerou que a Capital corria o risco de deixar de receber repasses financeiros para o Fundo Municipal de Saúde, já que a Lei Complementar 955/22 não cumpre os requisitos de Conselho de Saúde com composição paritária e afasta o caráter deliberativo do colegiado, conforme previsto em lei federal. Para a coordenadora do CMS, Tiana Brum de Jesus, a decisão é fruto do trabalho articulado entre os Conselhos Municipal, Estadual e Nacional de Saúde: “Nossa força é a nossa unidade e seguiremos juntas, juntos e juntes na defesa intransigente da democracia e exigindo que o governo respeite o controle social”, disse.

Prefeitura retoma assembleias do OP – Depois de quase três anos, a Prefeitura retomou ontem as assembleias do Orçamento Participativo, em evento na Câmara Municipal. De acordo com o calendário, nesta e na próxima semana ocorrem assembleias temáticas, também na sede do Legislativo. A partir do dia 10, estão previstas as assembleias regionais. Presente no encontro, o prefeito Sebastião Melo (MDB) comprometeu-se em participar de todas as assembleias. Ele garantiu que haverá respostas de sua parte ou de seu secretariado a todas as demandas apresentadas.

Outros links:


“Quo vadis” motoqueiro?

Os dias de Jair Bolsonaro no poder estão contados, mas o bolsonarismo não morre com sua despedida do Planalto. Neste artigo, a psicóloga Ana Maria Pereira e o coronel da reserva da Brigada Militar Fernando Alberto Grillo Moreira analisam um dos fenômenos protagonizados pelo atual presidente, as motociatas.

Referimo-nos, é claro, às pessoas que a bordo de suas motocicletas, junto do mais despreparado e destemperado líder político que já tivemos até agora, aglomeram-se em tempos de pandemia, atrapalham o trânsito e dão mau exemplo em conduta de pilotagem. Essa “tribo” dos motoqueiros, diria Maffesoli, serve-se ou foi cooptada por um amante do espetáculo público? 

Leia o texto completo aqui.


Cultura

“Meu Tio José” desenha os anos de chumbo no Brasil

Foto: Origem Produtora de Conteúdo

Animação baseada em fatos reais que conta a história familiar de um ex-guerrilheiro assassinado durante a ditadura brasileira, Meu Tio José (2021) está em cartaz nos cinemas. Apresentado pela primeira vez no Brasil na competição da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo de 2021, o longa conta com as vozes de atores consagrados como Wagner MouraTonico Pereira e Lorena ComparatoLeia a resenha de Roger Lerina.

Agenda (🔒)

Hoje
Na Feira do Livro, o rapper MV Bill participa de bate-papo com o comunicador Domício Grillo, às 18h, no Teatro Carlos Urbim, na Praça da Alfândega.

O cantor e guitarrista Marcelo Gross lança o álbum Exilado, às 22h30, no Opinião, com participações de Duda CalvinPaulo Miklos Rafael Malenotti, entre outros músicos.

Quarta-feira (2/11)
Trompetista de B.B. King por 40 anos, James “Boogaloo” Bolden faz show no Gravador Pub, às 20h.

Para receber todas as dicas culturais do Roger Lerina enviadas aos assinantes premium do Matinal, assine aqui.

Receba a agenda completa


Você viu?

Enquanto o presidente permanece em silêncio e muitos de seus eleitores vão às ruas protestar contra o resultado legítimo das urnas, pelo menos um de seus apoiadores ficou famoso aqui no Estado ao reconhecer a derrota. O vídeo em que Márcio Torrez retira o adesivo de seu carro acabou viralizando nas redes sociais. Gravadas pela filha do fotógrafo de 41 anos, as imagens mostram Torrez admitindo a derrota e conclamando ao reconhecimento do resultado: “Nós fizemos a luta que tinha que fazer e não ganhamos. A gente tem que saber ganhar e perder. O maior vencedor é aquele que sabe perder”.

RELACIONADAS

Esqueceu sua senha?

ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.