Matinal News

Comporta cede à água em maior elevação do Guaíba desde 1941

Change Size Text
Comporta cede à água em maior elevação do Guaíba desde 1941 Foto: Cesar Lopes/ PMPA

Até setembro passado, fazia 56 anos que o Guaíba não transbordava na área central de Porto Alegre. A última vez havia sido em 1967, quando alcançou 3,13 metros no Cais Mauá, 13 centímetros acima da cota de inundação. Ontem, transbordou pela segunda vez em menos de 60 dias. No fim da tarde, estava em 3,30 metros, 12 centímetros a mais do que o registrado no último dia 27 de setembro. A elevação desta segunda-feira foi a maior desde a lendária enchente de 1941. Na madrugada, a última medição registrou 3,39m.

A subida do Guaíba causou uma série de transtornos e levou novamente ao fechamento das comportas do sistema de diques da capital, como já havia ocorrido há um mês. No final da noite de ontem, uma das comportas cedeu à pressão d’água, agravando o alagamento em pontos como o cruzamento da Avenida Sertório com a Rua Voluntários da Pátria, no 4º Distrito. A prefeitura de Porto Alegre orientou a população a evitar circular na região. 

Já na manhã da segunda-feira, a correnteza estava tão forte que um dos catamarãs da empresa CatSul foi jogado contra o cais e sofreu danos no casco. O serviço foi suspenso. A inundação na área central também afetou o Trensurb, que restringiu sua operação às estações Farrapos e Novo Hamburgo.

A água também invadiu residências de moradores das ilhas. O prefeito Sebastião Melo (MDB) afirmou que, devido à cheia no Guaíba, o conduto Álvaro Chaves não estava conseguindo escoar água, colocando vários bairros sob risco.

Região metropolitana – O município com maiores prejuízos foi Eldorado do Sul, na outra margem do Guaíba. O Rio Jacuí invadiu vários bairros a partir da noite de domingo e tirou de casa 5,4 mil pessoas, o equivalente a 14% da população. Em uma residência inundada, bombeiros encontraram uma idosa morta. Oito escolas e cinco unidades de saúde tiveram de ser fechadas ontem na cidade.

O Rio dos Sinos também teve uma rápida elevação durante a madrugada e obrigou moradores de São Leopoldo a ir para a casa de parentes. Em Alvorada e Cachoeirinha, dezenas de famílias foram atingidas. 

A elevação do Guaíba e dos rios do Delta do Jacuí, que surpreendeu a população e as autoridades, especialmente por ocorrer em um dia de sol forte, é uma consequência das chuvas intensas da semana passada e deste final de semana.


O que mais você precisa saber

No Vale do Taquari, municípios estão debaixo d’água outra vez – Toneladas de roupas, calçados e cobertores doados para as vítimas da enchente de setembro foram perdidas nos últimos dias, depois que um novo transbordamento do Rio Taquari inundou os locais onde os donativos estavam armazenados. A situação, ocorrida em Muçum, é uma metáfora perfeita da tragédia vivida por milhares de gaúchos: antes de se recuperarem da cheia que matou mais de 50 pessoas em setembro, comunidades situadas à beira de rios estão de novo contando os prejuízos. Epicentro da enchente histórica de dois meses atrás, com 16 mortos, Muçum viu o Taquari subir cinco metros acima da cota de inundação no domingo e cobrir 70% do território. Mais uma vez, os moradores, que sofreram duas inundações em três meses, viram-se sem fornecimento de água e eletricidade, tiveram as casas invadidas pelo rio, perderam bens e precisaram organizar mutirões de limpeza. Em São Sebastião do Caí, 80% da população foi atingida pela elevação do Rio Caí no domingo, na maior inundação registrada na cidade em um século e meio. Também há centenas de famílias desabrigadas na região carbonífera. Desde a semana passada, a chuva gerou danos para cerca de 200 mil gaúchos. Pelo menos quatro pessoas morreram.

Após demissões no Instituto de Cardiologia, administradora pede recuperação judicial – A Fundação Universitária de Cardiologia (FUC) entrou ontem com pedido de recuperação judicial. Na semana passada, um dos hospitais administrados pela fundação, o Instituto de Cardiologia, demitiu 280 trabalhadores, o equivalente a 20% do quadro funcional. A FUC enfrenta uma grave crise e acumula dívidas de 340 milhões de reais. Além do Instituto de Cardiologia, um hospital altamente especializado, que em 1984 realizou o primeiro transplante de coração no Rio Grande do Sul, fazem parte do grupo o Hospital de Alvorada, o Hospital Padre Jeremias (Cachoerinha), o Instituto de Cardiologia Hospital Viamão, o Hospital Regional de Santa Maria e o Instituto de Cardiologia do Distrito Federal. Segundo a fundação, o pedido de recuperação judicial não afetará os serviços à população e nenhum hospital será fechado. O Sindicato Médico afirmou que houve ilegalidades na demissão de profissionais e manifestou preocupação com o recurso à Justiça. O Sindisaúde, que representa técnicos e auxiliares de enfermagem, anunciou que vai ingressar com uma ação coletiva para pedir a reintegração dos demitidos, que não tiveram garantias de que vão receber as verbas rescisórias. Ontem, o Ministério da Saúde publicou no Diário Oficial a liberação de 15,3 milhões de reais para o Instituto de Cardiologia


Uma imagem para celebrar o 20 de Novembro – A comunidade negra da UFRGS se reuniu ontem, Dia Nacional da Consciência Negra, para a já tradicional foto que marca a efeméride. Este é o sétimo ano em que estudantes, professores, técnicos e terceirizados autodeclarados pretos ou pardos participam da atividade, que contou também com alunos do Colégio Aplicação. 


Outras notícias:

  • O Dia da Consciência Negra também foi marcado pelo reconhecimento de territórios quilombolas no RS, em Porto Alegre, Viamão, Arroio do Tigre e Santa Maria. Havia seis anos que quilombos gaúchos não eram reconhecidos.
  • Servidoras da Smed declararam às CPIs da Educação na Câmara que a ex-coordenadora da equipe pedagógica da pasta, Michele Bartzen, pré-determinava as empresas de quem a secretaria efetuaria compras, apontadas como suspeitas.
  • Devem começar nos próximos dias, na Assembleia Legislativa, os debates sobre os projetos de mudança na educação, enviados pelo Piratini em regime de urgência. A partir do dia 12, eles começam a trancar a pauta de votações. Entre as propostas está a municipalização de escolas estaduais.
  • O Brasil teve oito ondas de calor neste ano. Em duas delas, a cidade gaúcha de Quaraí bateu recorde de temperatura: 40,7ºC, em 8 de fevereiro, e 39,5ºC, em 9 de março. 
  • A trincheira da rua Anita Garibaldi passa por trabalhos de limpeza e reparos, que começam hoje e duram por 30 dias. Haverá estreitamento da pista das 9h às 16h.
  • Três anos depois do assassinato de João Alberto Freitas, não há previsão para o júri dos acusados pela sua morte. Beto foi espancado por dois vigilantes em uma unidade do Carrefour.
  • Desde o início do conflito Israel x Hamas, o aumento de ataques a instituições judaicas foi de 960% no país, informa a Polícia Civil gaúcha.​​ O RS é o terceiro estado do país com maior número de células nazistas e fascistas.
  • Após a morte de cinco macacos por febre amarela no estado, o Centro de Vigilância em Saúde alertou sobre a circulação do vírus da doença no RS. As amostras foram colhidas em Riozinho, Três Coroas, Santo Antônio das Missões e São Borja.
  • Juremir comenta a peça Ficções, que adaptou para o teatro o livro Sapiens, de Yuval Harari. “Fomos ver, no São Pedro, a grande atriz Vera Holtz fazendo o impossível: dar vida a essa obra no palco”.

Cultura

“Jogos Vorazes” vai ao passado para revelar suas origens

Foto: Paris Filmes

Oito anos depois do último filme da franquia, Jogos Vorazes: A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes (2023) leva novamente aos cinemas o mundo distópico da imaginária Panem e seu cruel reality show classista. A nova produção é uma prequela, ambientada mais de seis décadas antes do nascimento da mocinha Katniss Everdeen, quando o futuro vilão Coriolanus Snow ainda é um jovem universitário dividido entre a ambição e as boas intenções. Leia a resenha de Roger Lerina.

Agenda 

Thays Prado apresenta seu álbum de estreia, Falta de Jeito, na programação do Chapéu Acústico, na Casa de Cultura Mario Quintana, às 19h. 

Biblioteca Pública do Estado recebe, às 19h, o Coletivo de Escritores Negros (CEN) para debater sobre a escrita negra.

O grupo gaúcho Kula Jazz é a atração do Jazz Day, no Farol Santander Porto Alegre, às 20h.

Às 20h30, no bar Ocidente,  vai rolar a edição MPB Prosa e Verso do Sarau Elétrico, com Arthur de Faria, Carlo Pianta e Kátia Suman.

Clique nos links para informações sobre ingressos, endereços e detalhes dos eventos.

Veja a agenda completa


Você viu?

Com 50 anos de história, o hip hop agora é reconhecido como referência cultural brasileira. Em ato que celebrou o Dia da Consciência Negra no Palácio do Planalto, o presidente Lula assinou ontem decreto que estabelece as diretrizes nacionais de valorização do movimento. Um dos articuladores da Construção Nacional da Cultura Hip Hop, que reúne representantes de todo o Brasil, Rafael Rafuagi discursou no evento: “Chegamos até aqui para garantir que nossos filhos e filhas e toda as juventudes saibam que não estarão sozinhos na batalha e que a Construção Nacional da Cultura Hip Hop seguirá honrando quem veio antes, aprendendo com quem está agora e construindo a unidade e a colaboração necessárias para assegurarmos o direito de um futuro digno à primeira geração de idosos da cultura hip hop”.

RELACIONADAS

Esqueceu sua senha?

ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.