Matinal News

Em seu pior momento, Bolsonaro mobiliza poucos apoiadores em Porto Alegre

Change Size Text
Em seu pior momento, Bolsonaro mobiliza poucos apoiadores em Porto Alegre

As recorrentes falas golpistas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre as eleições elevaram o tom do Senado e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) neste final de semana. A resposta do presidente? Berrar mais alto. Em visita neste sábado a Porto Alegre, onde deu mais um passeio de moto com algumas centenas de apoiadores, repetiu a defesa do voto impresso e auditável – lembrando que o voto eletrônico é auditável –, atacou novamente o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, e, com sua tradicional pitada de psicopatia, o acusou – sem prova alguma – de defender a pedofilia. “O Barroso quer a volta da roubalheira, a falta da impunidade, através da fraude eleitoral”, esbravejou Bolsonaro a um grupo de centenas de pessoas. 

No mesmo dia, o TRE-RS entrou em cena para defender a instituição. Em nota, o presidente do Tribunal, desembargador Arminio José Abreu Lima da Rosa, repudiou de forma veemente a acusação e classificou como uma “condenável tentativa de ataque à democracia e à vontade popular expressa por intermédio do voto.” A aversão à fala do presidente se espalhou pelo País, e foram registrados panelaços também em São Paulo e Brasília. Os ataques às eleições se intensificam no momento em que a popularidade de Bolsonaro derrete. O Datafolha, além de apontar uma rejeição de 51%, maior índice desde o início do mandato, mostrou que o presidente perderia em todos os cenários de segundo turno. O instituto também identificou que a maioria dos brasileiros acha que o presidente é desonesto, falso, incompetente, despreparado, indeciso, autoritário e pouco inteligente. 

Papo com poucos – Pela agenda presidencial, a razão da viagem para Porto Alegre foi um almoço a convite de uma ONG de pouca expressão, a Aclame, para falar sobre economia e reformas em discussão no Congresso Nacional. Antes de entrar, foi recebido por cerca de 100 apoiadores, posou para fotos e, sem máscara, pegou duas crianças no colo. Cerca de 60 pessoas participaram do evento, ao qual jornalistas não tiveram acesso. Políticos locais também ficaram de fora. O prefeito Sebastião Melo (MDB) teve apenas uma conversa rápida com o presidente, em que pediu isenção dos impostos federais sobre o transporte público e a doação do prédio do Gasômetro ao município. 

O presidente Jair Bolsonaro chegou a postar um vídeo da mobilização paulista, realizada em 12 de junho e que reuniu cerca de seis mil motos, como se fosse a deste sábado em Porto Alegre. “Uma imagem fantástica!”, dizia o post, que foi apagado uma hora depois. A capital gaúcha foi o 5º evento do tipo com a participação do presidente. O primeiro ocorreu em 5 de maio, em Brasília.Antes de chegar a Porto Alegre, o presidente pernoitou na Serra. Por lá, o cozinheiro do Hotel Spa do Vinho reclamou nas redes sociais que teria que servi-lo. Acabou preso e o evento no hotel, cancelado “por segurança”. Não foi a única prisão relacionada à visita presidencial…

O que mais você precisa saber

Manifestante é detida pela Brigada – Durante o passeio de moto do presidente com apoiadores em Porto Alegre, uma mulher que protestava contra bolsonaristas na altura da esquina da João Pessoa com a Venâncio Aires foi detida pela Brigada Militar. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), Betina de Jesus, de 47 anos, ameaçou motociclistas, rejeitou os pedidos de se afastar da manifestação e desacatou as PMs que tentaram abordá-la. Ao Sul21, a manifestante disse que a prisão ocorreu após uma troca de xingamentos entre ela e um dos motoqueiros. “Ele fez menção em descer da moto e eu sentei o pé na moto. Aí as brigadianas me algemaram e me levaram para o camburão”, contou. “Eu achei um tanto de exagero ser contida, mas a explicação da Brigada foi de que eles evitaram de que outros bolsonaristas parassem com a moto e me agredissem.” O episódio reverberou depois que o governador Eduardo Leite (PSDB) foi ao Twitter defender a Brigada. Mais tarde, Leite, que hoje disputa a pré-candidatura à presidência pelo partido, publicou um vídeo de Betina afirmando que se excedeu. No post, usou o mea culpa de Betina, feito poucas horas depois do ato, para dizer que também errou em 2018 ao votar em Bolsonaro – erro admitido quase três anos depois.

Uma arma a cada 26 minutos é registrada no Estado – O registro de armas no Rio Grande do Sul cresceu 29% no primeiro semestre deste ano na comparação com o mesmo período de 2020. No intervalo, foram registradas em média 54 armas novas por dia na Polícia Federal, uma a cada 26 minutos. O Estado ainda é o segundo no ranking nacional, atrás apenas de Minas Gerais segundo GZH. Reflexo da política de Bolsonaro de flexibilização ao acesso de armas, a tendência de alta é observada em todo o País. Mas enquanto o cidadão comum responde por 78% do que foi adquirido no Brasil, no RS esse índice é de 86%.

RS teve mais mortes do que nascimentos no primeiro semestre – Não chega a ser surpresa dado o efeito da pandemia nos indicadores dos últimos meses, porém a tendência se confirmou e, pela primeira vez desde 2003, mais pessoas morreram do que nasceram no Rio Grande do Sul ao longo de um primeiro semestre. Os cartórios gaúchos anotaram 66.751 óbitos entre janeiro e o fim de junho ante 65.906 nascimentos. O número de óbitos é superior à média histórica e também ao registrado no mesmo período do ano passado. Entrevistado por GZH, o professor de Demografia e Desenvolvimento Regional do Campus Litoral Norte da UFRGS Ricardo de Sampaio Dagnino sugere cautela na análise dos dados, mas aponta que, em razão da tendência do RS de perda de população, seja necessário repensar o sistema previdenciário e mesmo o número de escolas.

Beira-Rio e Arena poderiam receber público semana que vem – No que depender da Conmebol, os torcedores poderão voltar aos estádios de futebol – incluindo o Beira-Rio e a Arena – já na semana que vem, quando Inter e Grêmio têm jogos contra Olimpia e LDU por Libertadores e Sul-Americana, respectivamente. A entidade publicou ontem uma carta de recomendações para o retorno gradativo do público, sugerindo uso obrigatório de máscaras, distanciamento, redução da capacidade e indicando permissão de acesso, neste primeiro momento, apenas a quem já completou o ciclo vacinal ou quem tiver o teste RT-PCR negativo feito até 48 horas antes. O protocolo também veta grávidas, menores de 18 anos e pessoas com comorbidades. As normas valem para jogos das competições continentais, mas a decisão de permitir o público caberá às autoridades dos países onde as partidas ocorrerão. O Governo do Estado afirmou que não foi comunicado oficialmente e que se manifestará em momento oportuno.

Vacina, sim!

Mulheres de 36 anos podem se vacinar a partir de hoje em Porto Alegre – para os homens as doses estarão disponíveis amanhã. As aplicações ocorrerão em 12 unidades de saúde. Também serão administradas as segundas doses para quem precisa de AstraZeneca e CoronaVac. O serviço completo aqui.  

Outros links:

  • Puxada também pelos baixos registros de ontem, a média de mortes por Covid-19 caiu para 72 por dia e retornou ao patamar de fevereiro no Rio Grande do Sul.
  • São Leopoldo inicia hoje o agendamento para a vacinação de adolescentes a partir de 12 anos e com comorbidades. Após o registro, será feito um pedido ao Ministério da Saúde para a aplicação das doses nesse público.
  • Voluntários na campanha de vacinação em Pelotas protestaram contra o racismo no sábado, um dia depois de um homem ser preso após ato de discriminação racial enquanto esperava para ser imunizado.
  • proposta de privatização da Corsan será um dos primeiros temas de reuniões entre o novo presidente da Famurs, Eduardo Bonotto (PP), com integrantes do Governo do Estado.
  • Morreu ontem, aos 79 anos, o ex-vereador da Capital e ex-secretário do Meio Ambiente do RS Hélio Corbellini. Ele lutava contra um câncer.
  • Com necessidade de novos investimentos em razão da pandemia, universidades públicas gaúchas encaram dificuldades para planejar as aulas no segundo semestre.
  • Concursos públicos estão com 280 vagas abertas no RS neste início de semana.

Pretana. Foto: Laura Barros

Radicada em Porto Alegre há cinco anos, a poeta, cantora e compositora Pretana lançou sexta a faixa solo Matripotência. Uma das criadoras do coletivo Bucepretas e ex-integrante dos Poetas Vivos, ela fala sobre o novo trabalho e sua trajetória em entrevista ao repórter Ricardo Romanoff. “Em Belo Horizonte, eu não tinha amigos pretos, e as pessoas falavam que não tem preto no Rio Grande do Sul. Hoje, graças aos orixás, 90% das minhas amizades são pessoas pretas que conheci nos slams”, conta a artista.

Agenda (🔒)

Para receber todas as dicas culturais do Roger Lerina enviadas aos assinantes premium do Matinal, assine aqui.

Receba a agenda completa

Você viu?

A era do turismo espacial teve um novo e importante impulso ontem, com o bilionário britânico Richard Branson. A bordo da aeronave Unity de sua empresa, a Virgin Galactic, ele chegou a uma altitude de cerca de 80 quilômetros, perto do limite da atmosfera terrestre com o espaço exterior. O objetivo de Branson é que sua empresa leve mais turistas ao espaço nos próximos anos. O preço de 250 mil dólares, porém, restringe a possibilidade a muito poucos.

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.