Matinal News

Sem consenso com professores, Piratini marca volta às aulas

Change Size Text
Sem consenso com professores, Piratini marca volta às aulas

Rede estadual retoma aulas presenciais a partir do dia 20 

O Governo do Estado anunciou, na tarde de ontem, o calendário para o retorno das aulas presenciais da rede estadual. Foram divulgados também os protocolos e condições sanitárias para a retomada. A volta  começará na próxima terça-feira, dia 20, com ensino médio e ensino técnico. O ensino fundamental retorna em duas fases: os anos finais em 28 de outubro e os anos iniciais, em 12 de novembro.

Pelo plano do governo, a prioridade para o retorno às salas de aula será dos alunos com dificuldades de aprendizagem, com problemas de conexão ou acesso à internet. Cada sala será ocupada por no máximo 50% dos estudantes, que farão rodízios semanais. Equipamentos de proteção individual, como máscaras, serão obrigatórios dentro e fora das classes tanto para alunos quanto para professores e funcionários – foram investidos cerca de 15 milhões de reais na compra de EPI, segundo o Governo do Estado.

A volta às salas de aula, no entanto, não é obrigatória para os alunos: quem desejar e tiver condições, poderá continuar a assistir às aulas de maneira remota. O mesmo não se aplica a professores e funcionários, que serão obrigados a retornar às atividades presenciais – com exceção de servidores que estejam em grupos de risco e apresentem atestado médico.

Para o Cpers, a retomada é precipitada e coloca em risco alunos e professores. “Não tem nenhuma lógica a volta às aulas agora, faltando dois meses para acabar o ano”, pontua a vice-presidente da entidade, Solange Carvalho. Segundo ela, a categoria não foi consultada sobre o retorno das atividades presenciais. O sindicato promoverá, em todo o Estado, manifestações contra a política estadual para a Educação e pretende entregar ao governador Eduardo Leite (PSDB) um termo de responsabilidade para a volta às aulas presenciais.


O que mais você precisa saber

Porto Alegre libera quadras e esportes coletivos – A partir de hoje, está novamente autorizada a utilização de quadras esportivas em Porto Alegre. A liberação ocorre com algumas restrições, como uma hora de intervalo em cada jogo para higienização do espaço, além da exigência de equipes reduzidas e veto ao uso do vestiário. Esportes coletivos podem ser retomados sem limitações em centros de treinamento, de ginásticas, clubes sociais e condomínios. As flexibilizações do decreto 20.757 também beneficiaram as academias, que agora poderão reabrir aos domingos, e as brinquedotecas, espaços kids, playgrounds e espaços de jogos em estabelecimentos comerciais e de serviços em geral, desde observadas regras de sanitização. Até ontem, a Secretaria Municipal da Saúde de Porto Alegre já havia contabilizado exatos 39 mil casos de Covid-19 na cidade, além de 1.146 óbitos. Dos 4.514 casos ativos, 239 pessoas estavam em tratamento intensivo em hospitais, numa leve alta na comparação com o dia anterior.

Greve no Imesf fecha sete postos na Capital – Com a paralisação de cerca de 200 funcionários do Instituto Municipal de Estratégia de Saúde da Família (Imesf), sete postos de saúde fecharam as portas ontem na Capital. A mobilização é um protesto contra o início das demissões dos 1,3 mil trabalhadores do órgão. A troca na gestão da Atenção Primária à Saúde na cidade começou ainda em 2019, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) considerou inconstitucional a lei que criou o órgão. No final do mês passado, quando a Corte julgou o último recurso do caso e confirmou a extinção do Imesf, a Prefeitura anunciou o repasse da gestão de 103 unidades de saúde para três instituições privadas e deu início aos desligamentos. Segundo o Sindisaúde/RS, a expectativa de que parte dos profissionais fosse absorvido pelas entidades filantrópicas acontece de forma muito lenta. Com a paralisação, a categoria quer pressionar a Justiça a analisar uma liminar contra a extinção do Termo de Ajustamento de Conduta que impede o Executivo de terceirizar a gestão no atendimento primário.

Gramado acende a luz amarela – Um dos destinos turísticos mais procurados do Rio Grande do Sul, a cidade de Gramado foi uma das economias mais atingidas pela pandemia. Mas as flexibilizações dos setores de serviço e comércio visando recuperar as perdas podem ter acarretado novos problemas: a cidade vê aumentar a curva de infecções por coronavírus. O município, que ficou de março a junho sem registrar casos, agora entra na quinta semana registrando mais de 100 diagnósticos positivos por semana. Os leitos de UTI do Hospital Arcanjo São Miguel estão com ocupação superior a 80% e a Tenda Covid já diagnosticou mais de 330 pessoas na primeira semana de outubro.

Outros links:


Cultura

Um mundo sem os pés no chão

Foto: Juhani Zebra/Divulgação

Exibido no 69º Festival de Cinema de Berlim e disponível em plataformas de streaming, O Chão Sob Meus Pés, da diretora austríaca Marie Kreutzer, narra a história de uma jovem executiva dividida entre o trabalho excessivo e os cuidados com a irmã esquizofrênica. O longa apresenta a personagem Lola (Valerie Pachner), consultora de negócios que trabalha incessantemente. A protagonista mantém em segredo um relacionamento amoroso com sua chefe Elise (Mavie Hörbiger) – da mesma forma que esconde de todos a existência de sua irmã mais velha, Conny (Pia Hierzegger), que tem uma longa história de doença mental. Leia a resenha de Roger Lerina.

Agenda O escritor Ailton Krenak e o pesquisador Itamar Vieira participam de debate mediado pelo fotógrafo Danilo Christidis, às 19h, no Mês da Literatura do Sesc/RS.

Falando em pensamento indígena, a Mostra CineFlecha apresenta a produção audiovisual de diversos coletivos e realizadores de povos indígenas do país.

O grupo Os Latinoamericanos apresenta o Especial Belchior na quarta edição virtual do Ocidente Acústico, às 21h.

Os projetos contemplados pelo edital FAC Digital RS aproveitam o ambiente online para manter ativa a produção artística em tempos de pandemia. Entre eles, um single do primeiro trabalho solo do músico João Pedro Cé, integrante da banda Trabalhos Espaciais Manuais, e o podcast ficcional Músicas para Remendar Coração, da atriz Bruna Paulin e da escritora Clara Corleone.

Get it Back, nova música da banda Pearl Jam, já está disponível nas principais plataformas digitais. Quem também traz novidades, após um hiato de 15 anos, é o músico Stevie Wonder, com duas faixas repletas de participações.


Você viu?

Enquanto para muita gente a Covid-19 foi motivo para suspender os planos de viagem, para outros, ela apenas significou uma revisão de rumos. Depois de 25 países visitados, o casal Philippe e Sthefany Ávila interrompeu a volta ao mundo e decidiu conhecer a fundo o Brasil. Em quatro meses, já passaram por oito estados, inclusive o Rio Grande do Sul, e pelo menos 60 municípios. As histórias contadas em suas redes sociais inspiram seus seguidores e já renderam até trabalho, por meio de consultorias para quem quer botar o pé na estrada. Em outra ponta das Américas, a produtora audiovisual Alessandra Horn e o diretor de fotografia David Reis cruzaram os Estados Unidos para dar forma a um antigo projeto: documentar a cultura norte-americana. A motivação veio justamente da ociosidade dos sets de filmagens, parados por conta da Covid-19. Para respeitar o isolamento social, o casal de gaúchos que mora em Los Angeles optou por um motor home. Assim como Philippe e Stephany, David e Alessandra já acumulavam viagens a dois – a dupla já passou por 20 países juntos. David resume o espírito da experiência: “Abrir o coração para receber ajuda, mas também ajudar o máximo de pessoas que for possível”.

RELACIONADAS
Inscreva-se no ZapMatinal

Receba todas as manhãs um boletim com as principais notícias sobre Porto Alegre e o RS pelo WhatsApp. Além da mensagem em texto, o ZapMatinal traz também uma versão em áudio.

Ou ouça na sua plataforma de streaming favorita

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.