Ensaio

Edifício com nome de mulher, edifício com nome de homem. Tem diferença?

Change Size Text
Edifício com nome de mulher, edifício com nome de homem. Tem diferença?

Mesmo a pessoa mais distraída já terá reparado que é frequente que se atribua um nome masculino ou um nome feminino a prédios residenciais. Me refiro a nomes próprios comuns, como Beatriz ou Marcelo. Não trato aqui de nomes com sobrenome, nem de nomes que identifiquem pessoas reconhecíveis, o que também se encontra como nomeação de prédios, e será objeto de artigo posterior. Nessa empreitada de coletar e fotografar nomes de prédios por bairros diversos da cidade de Porto Alegre, tornou-se evidente que batizar com nome de mulher ou nome de homem um prédio residencial já foi muito comum, mas experimenta recuo nas últimas décadas. Afinal, nome de prédio é também moda, algo que dá e passa.

[Continua...]

O acesso a esse conteúdo é exclusivo aos assinantes premium do Matinal. É nossa retribuição aos que nos ajudam a colocar em prática nossa missão: fazer jornalismo e contar as histórias de Porto Alegre e do RS.

 

 
 
 

 

 

 

 
 
 

 

 
conteúdo exclusivo
Revista
Parêntese


A revista digital Parêntese, produzida pela equipe do Matinal e por colaboradores, traz jornalismo e boas histórias em formato de fotos, ensaios, crônicas, entrevistas.

Quer ter acesso a conteúdo exclusivo?


Assine o Premium
ou faça login

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Publicidade
Publicidade

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

RELACIONADAS
marca-parentese

Abra um parêntese no seu fim de semana com jornalismo e boas histórias. Deixe seu email e receba toda semana as newsletters da revista Parêntese.

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.