Agenda, Artes Visuais

Fundação Iberê reabre com duas exposições inéditas

Change Size Text
Fundação Iberê reabre com duas exposições inéditas Foto: Imprensa Fundação Iberê/Divulgação

Depois de seis meses, a Fundação Iberê reabre suas portas neste sábado (19/9), com suas exposições inéditas: Iberê Camargo – O Fio de Ariadne e Iberê Camargo – Tudo vem do nosso pátio. Neste momento de retomada parcial, as visitas acontecem de sexta a domingo, das 14h às 18h.

Iberê Camargo – O Fio de Ariadne – Durante as décadas de 1960 e 1970, além de sua intensa produção em pintura, desenho e gravura, Iberê Camargo realizou trabalhos em cerâmica e tapeçaria. Eles respondiam a uma demanda do circuito de arte, herdada da utopia modernista que preconizava o conceito de síntese das artes; uma colaboração estreita entre arte, arquitetura e artesanato.

Com assessoria técnica das ceramistas Luiza Prado e Marianita Linck, o artista realizou nos anos 1960 um conjunto de pinturas em porcelana com resultados surpreendentes. Na década seguinte selecionou um conjunto de cartões que foram transformados por Maria Angela Magalhães em impactantes tapeçarias. 

Além das 37 cerâmicas, sete tapeçarias de grandes dimensões e cartões pintados por Iberê e gravuras, O Fio de Ariadne faz referência à urdidura feminina que apoiou o trabalho de Iberê Camargo ao longo de sua história.

Iberê Camargo – Tudo vem do nosso pátio – A exposição ocupará o grande átrio do centro cultural com gravuras assinadas por 35 artistas gaúchos de diferentes trajetórias, matizes e gerações que participaram do projeto Artista Convidado. Muitos deles experimentaram, pela primeira vez, a técnica da gravura em metal na tradução de suas poéticas. Alguns voltaram ao seu lugar de origem para essa residência. Outros, mesmo vivendo na Capital, fizeram uma imersão na própria Fundação.

A partir da experiência no ateliê e da vivência com a arquitetura de Álvaro Siza, poderemos observar obras com referência ao edifício e seu entorno, como nas imagens de Cristiano Lenhardt, Daniel Escobar, Jander Rama, Maria Lucia Cattani, Marilice Corona, Luiz Eduardo, Rafael Pagatini e Walmor Corrêa.

Nesta fase, em função dos altos custos para operacionalizar os cuidados sanitários, será necessária uma modalidade de contribuição à Fundação pelo Sympla:

Visita mediada individual: R$ 20

Visita mediada dupla: R$ 30

Visita mediada em dupla + catálogo: R$ 40

Visita mediada em dupla + catálogo + estacionamento: R$ 70

Profissionais da saúde em geral terão acesso gratuito

Serão cinco grupos com até 15 pessoas que poderão conhecer as mostras instaladas no átrio e segundo andar, sempre acompanhados por um mediador. Para entrar na Fundação, será obrigatório o uso de máscaras, higienização das mãos e medição de temperatura. O Café Iberê funcionará em formato delivery e o estacionamento ficará aberto das 13h às 19h.

Mais informações pelo telefone (51) 3247-8000.

sábado, 19 a 15 de novembro de 2020 | 14h00 - 18h00

Fundação Iberê (Avenida Padre Cacique, 2000)

R$ 20 a R$ 70

RELACIONADAS

Quer saber tudo sobre cultura e eventos em Porto Alegre e no RS? Então assine a newsletter do Roger Lerina e receba as dicas no seu e-mail!

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.