Artigos | Cinema

Amigos unidos em uma jornada de autodescoberta

Change Size Text
Amigos unidos em uma jornada de autodescoberta Imagem Filmes/Divulgação

Grande sucesso da literatura juvenil, Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo (2022) chega aos cinemas pelas mãos da cineasta e roteirista Aitch Alberto. Na história ambientada no final dos anos 1980, dois adolescentes estadunidenses de ascendência mexicana acabam desenvolvendo uma amizade profunda e um vínculo especial, a despeito de suas grandes diferenças de personalidade.

Editado no Brasil pela Companhia das Letras, o best seller escrito por Benjamin Alire Sáenz encantou o ator, dramaturgo e músico Lin-Manuel Miranda – criador do fenômeno dos musicais Hamilton –, que decidiu produzir a versão cinematográfica do livro. No longa, os jovens Aristóteles Mendoza (Max Pelayo) e Dante Quintana (Reese Gonzales) são unidos pelo acaso e, embora sejam completamente diferentes um do outro, tornam-se amigos inseparáveis em El Paso, cidade com grande presença de famílias de origem mexicana, em fins da década de 1980.

Publicidade

Dante é tudo o que Aristóteles deseja ser: expressivo, inteligente e autoconfiante. Dante sacode o mundo e as referências de Ari – como o garoto gosta de ser chamado –, apresentando-o à música, à poesia e à pintura. Juntos na piscina comunitária em que Dante ensina Ari a nadar ou no meio do deserto observando as estrelas, os jovens rapidamente estabelecem uma conexão forte, que os ajuda a questionar sobre seu lugar no mundo, a refletir sobre sua relação com a família e as origens e a explorar a própria sexualidade.

A diretora Aitch Alberto conta que a leitura do romance, originalmente publicado em 2012, mudou radicalmente sua própria vida: “Eu era uma pessoa diferente, li do começo ao fim de uma vez, e isso me afetou profundamente. Na época, eu não entendia a jornada que faria, mas, às vezes, você simplesmente entra porque a vida está te convidando”. Segundo a realizadora trans cubano-estadunidense, há anos ela investigava sobre questões de gênero: “Ari tem sido um espelho e um guia para me ajudar a desvendar meus próprios equívocos e estereótipos internalizados em torno da masculinidade. Dante, com a sua ingenuidade e coragem, inspirou-me a abraçar e a tornar-me plenamente quem sou. Na verdade, ser honesta sobre quem sou e dar permissão aos jovens para fazerem o mesmo tornou-se a minha missão”.

O produtor Lin-Manuel, estadunidense de ascendência porto-riquenha, conheceu o livro pouco depois de ser publicado, e foi convidado para ser o narrador da versão em audiolivro do romance. “Ao lê-lo pela primeira vez, apaixonei-me imediatamente por Ari e Dante à medida que a química deles saltava da página. Foi uma honra dar voz aos pensamentos e sentimentos de Ari e Dante enquanto eles se encontravam. Essa foi uma história que eu gostaria que meus amigos e eu tivéssemos lido enquanto crescia”, afirma o talentoso autor das trilhas sonoras de filmes como Em um Bairro em Nova York (2021) e A Pequena Sereia (2023).

Um dos méritos do filme é o bom elenco de intérpretes com raízes latinas, que inclui o ator e diretor mexicano Eugenio Derbez, que também assina como produtor, e a atriz estadunidense de origem mexicana Eva Longoria. O destaque, porém, fica mesmo com a dupla protagonista: os jovens atores Max Pelayo e Reese Gonzales brilham em cena, emprestando verossimilhança e paixão a seus personagens nessa jornada de autodescoberta e amadurecimento feita com a grande ajuda de um amigo.

Imagem Filmes/Divulgação

Imagem Filmes/Divulgação

Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo: * * * *

COTAÇÕES

* * * * * ótimo     * * * * muito bom     * * * bom     * * regular     * ruim

Assista ao trailer de Aristóteles e Dante Descobrem os Segredos do Universo:

RELACIONADAS
PUBLICIDADE

Esqueceu sua senha?