Artigos | Cinema

O amor caminha em círculos em “Vidas Passadas”

Change Size Text
O amor caminha em círculos em “Vidas Passadas” California Filmes/Divulgação

Indicado nesta semana aos Oscar de melhor filme e roteiro original deste ano, Vidas Passadas (2023) é um dos dramas românticos mais encantadores dos últimos tempos. Aclamado nos festivais de Sundance e Berlim, o sucesso do cinema independente dirigido pela sul-coreana Celine Song acompanha os encontros e desencontros de uma dupla de quase namorados em três momentos de suas vidas.

Vidas Passadas começa na Coreia do Sul, onde a menina Na Young e o garoto Hae Sung são colegas de escola inseparáveis. Um dia, porém, Na migra para o Canadá com os pais, interrompendo a amizade profunda com Hae.

Publicidade

California Filmes/Divulgação

Doze anos depois, Na – já atendendo pelo nome ocidental Nora, assumido desde que a família foi para Toronto – mudou-se para Nova York, onde estuda teatro. Em Seul, Hae fez o serviço militar e estuda engenharia. Os dois acabam então se reconectando pela internet em chats de vídeo nos quais falam sobre o passado e assuntos gerais.

Mais alguns anos se passam, e Nora agora é uma dramaturga estabelecida, casada com o escritor estadunidense Arthur. A ida de Hae a Nova York em férias promoverá o primeiro reencontro presencial dos amigos de infância em duas décadas – despertando lembranças, sentimentos e questionamentos que ambos remoem desde a longínqua separação em Seul.

Melhor Filme Independente segundo a Associação de Críticos de Cinema de Nova York, Vidas Passadas marca a estreia em longa-metragem da diretora e roteirista Celine Song. A figura de Na/Nora é inspirada na trajetória da realizadora: como a personagem do filme, ela também é filha de um cineasta que se mudou com a família da Coreia para o Canadá, estabelecendo-se depois nos Estados Unidos, onde começou a escrever peças e se casou com um escritor.

California Filmes/Divulgação

A própria cena inicial de Vidas Passadas é baseada em um episódio pessoal de Celine, que uma noite há alguns anos se viu sentada no balcão de um bar entre dois homens centrais em distintos momentos de sua vida: de um lado, o marido nova-iorquino; do outro, o namorado coreano de infância que estava em visita à cidade. “Eu estava sentada lá entre esses dois homens que sei que me amam de maneiras diferentes, em duas línguas diferentes e em duas culturas diferentes. E eu sou a única razão pela qual esses dois homens estão até conversando entre si. Há alguma coisa quase de ficção científica sobre isso. Você se sente como alguém que pode transcender a cultura, o tempo, o espaço e a linguagem”, reflete Celine a respeito dessa experiência.

Merece destaque em Vidas Passadas a qualidade das atuações do elenco e a conexão do trio central de intérpretes. Se Teo Yoo como Hae Sung e John Magaro na pele de Arthur expressam com delicadeza os sentimentos e inseguranças de seus personagens, Greta Lee encanta com a vitalidade, inquietação e paixão que empresta a Nora.

California Filmes/Divulgação

Vidas Passadas aborda com sensibilidade e inteligência as percepções diferentes de tempo, espaço e permanência entre as culturas ocidental e oriental. Se à primeira vista, por exemplo, a relação entre Nora, Hae e Arthur pode parecer um triângulo amoroso, logo o filme insinua que a ligação entre os três talvez tenha um caráter mais circular e cíclico – representado pelo carrossel em torno do qual os personagens coreanos contemplam Nova York em um dos passeios pela cidade.

Por outro lado, a fusão estática entre passado e presente, parados lado a lado na sequência inicial no balcão do bar, ganha mobilidade e simbolismo dramático no desfecho de Vidas Passadas, quando Hae e Nora andam juntos em silêncio na rua da direita para a esquerda da tela – como se fossem em direção ao passado. Já a caminhada na direção inversa – de volta ao presente, portanto, e tendo o futuro à espera – rende uma das cenas mais emocionalmente avassaladoras do cinema contemporâneo.

California Filmes/Divulgação

California Filmes/Divulgação

Vidas Passadas: * * * * *

COTAÇÕES

* * * * * ótimo     * * * * muito bom     * * * bom     * * regular     * ruim

Assista ao trailer de Vidas Passadas:

PUBLICIDADE

Esqueceu sua senha?