Notas

VERAFRO traz oficinas, entrevistas, leituras dramáticas e performances

Change Size Text
VERAFRO traz oficinas, entrevistas, leituras dramáticas e performances Foto: Thiago Pirajiira/Divulgação

O VERAFRO – Verão Afro Performativo Pretagô Espiralar Encruza é o resultado da parada compulsória dos grupos artísticos em 2020 em função da pandemia, que trouxe enorme reflexão sobre prioridades e caminhos a seguir.

O projeto traz à cena uma programação artística negra protagonizada pelos grupos teatrais gaúchos Pretagô e Espiralar Encruza. Financiado pela Secretaria de Estado da Cultura do RS, Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo do Governo Federal, por meio da Lei Aldir Blanc, prevê uma extensa programação artística, com apresentações, performances e leituras dramáticas e também programação formativa, composta por oficinas, debates e entrevistas.

Dois eixos dividem a programação. Na parte formativa, serão disponibilizadas oficinas com assuntos que vão desde a escrita criativa, passando por sonoridades cênicas, passos básicos do funk e jogos teatrais para crianças e performance.

As entrevistas abordam temas e artistas relevantes da cultura brasileira, como a mestra Iara Deodoro (Afro-sul Odomodê – RS) e o escritor e diretor Eugênio Lima (Coletivo Legítima Defesa – SP), além de um talk show com a rapper Cristal Rocha. Também apresentações e performances vão rolar durante o projeto com os dois grupos como protagonistas.

O acesso democratizado e gratuito para que as populações negras e periféricas da cidade de Porto Alegre e arredores tenham condições de usufruir das atividades – visto que o acesso a bens culturais e serviços com cobrança de ingressos é um limitador para essas populações, sobretudo no atual momento de pandemia – também é força motriz do VERAFRO que oferecerá, além de atividades gratuitas, 50% do acesso das atividades garantido e reservado para pessoas negras, indígenas, quilombolas e pessoas trans.

O VERAFRO será todo digital, nas redes do projeto.

Programação

Talk Show

Dia 6 de fevereiro, às 20h – Talk Show com Eslly Ramão e Cristal Rocha
Um poeta. Uma poetisa. Ambos fazem poesia na rua. Uma conversa sobre a vida, uma conversa cotidiana. Da Rocha um Cristal. Eslly fazendo do palco e da rua sua morada, a rede Espiralar Encruza fazendo pontes e quebrando muros. Um talk show sobre vivências (e todas as possibilidades), do engraçado ao trágico.
Duração: 60 minutos / Canal do Youtube do @projetoverafro

Oficinas

9, 10 e 11 de fevereiro, das 9h às 12h – COSMOHABITA-TI com Gabi Faryas e Phillipe Coutinho
A vivência tem por objetivo criar de forma colaborativa uma experiência performática de ativação dos sentidos e desbloqueio do corpo cotidiano por meio de uma metodologia baseadas nos elementos da natureza. Oferecida para artistas em geral e interessados na temática e na proposta da oficina.
Inscrição aqui

9, 10 e 11 de fevereiro, das 16h às 18h – Escrevivência e Escrita Criativa com Pretagô e Espiralar Encruza
Nesta atividade os grupos Pretagô e Espiralar apresentam as dinâmicas de criação de dramaturgia de seus espetáculos, refletindo sobre o caráter afirmativo dos processos criativos baseados em vivências pessoais. Aberta a todos os interessados no tema.
Duração: 6 horas/aula (dois encontros de 3h/aula) / Vagas: 10 / Classificação: 16 anos
Inscrição aqui.

Apresentação/Performance

Dia 11 de fevereiro, às 20h – Documento do Amor / com Pretagô
Um encontro. Corpos criando isolada e coletivamente.Escrita que foge dos dedos e consome a língua. Um beijo pelas palavras. Mãos que voam e pegam o amor em volta de si. Uma descoberta regada por devaneios na ponta do dedo. Um dengo. Qual o cheiro do amor? Perguntas que movem os internos de um diálogo quente. Qual a temperatura do amor? Amarelo. Cada qual se esbalde com seu paladar!
Texto (co-autoras): Aterna Pessoa, CIRAdias, Eslly Ramão, Gabi Faryas, Letícia Guimarães,Maya Marqz, Phill, Sandino Rafael e Vivian Azevedo.
Duração: 60 minutos / Classificação: livre / Canal do Youtube do @projetoverafro

Dia 12 de fevereiro, às 20h – Fartura / Pretagô
A performance em caráter de intervenção urbana projeta imagens inéditas que compõem o arquivo-dossiê do processo de criação do espetáculo ‘Mesa farta’, do grupo Pretagô, que teve sua temporada de estreia interrompida devido à pandemia do novo coronavírus em 2020. As projeções, previstas para acontecerem em pontos estratégicos do Centro Histórico de Porto Alegre lançam um olhar para corpos negros, conformados aqui sob a ótica de produção de vida e de fartura, palavra que dá nome a performance. Diante das violências sistemáticas destinadas às vidas negras, como compor um imaginário social-artístico-visual positivo para esses corpos? A questão serve como disparadora para essa experiência visual.
Duração: 60 minutos / Classificação: livre / Canal do Youtube do @projetoverafro

Oficinas

22, 23 e 24 de fevereiro, das 10h às 12h – Sonoridades Cênicas, com Duda Cunha, João Pedro Cé e Vini Silva
Esta atividade discute de maneira prática elementos de composição musical, princípios de harmonia para composição de temas e canções. Serão abordadas dinâmicas musicais e experimentações sonoras. A ideia é buscar de forma lúdica nas memórias corpóreas musicais dos participantes as células rítmicas e sons que produzam narrativas e/ou movimentos para a cena artística. Para atores, diretores, músicos, arte educadores e demais interessados em composição e construção rítmica para a cena artística.
Duração: 6h aula / Vagas: 10 / Classificação: 18 anos
Inscrição aqui.

22, 23 e 24 de fevereiro, das 15h às 17h – Passos básicos do funk e jogos teatrais para crianças, com Bruno Fernandes e Laura Lima
A oficina, direcionada ao público infantil, estabelece um momento de interação entre o jogo teatral e os passos básicos do funk, movimento cultural disseminado nas comunidades do Rio de Janeiro e que hoje se espalha pelo Brasil. A dança que conecta ao encontro visando a formação motora e a integração com outras crianças de diferentes idades. A atividade propõe através de jogos teatrais, voltados a mobilidade corporal e reprodução de movimentos característicos dos passinhos, a construção de uma coreografia que será compartilhada nas redes do projeto VERAFRO.
Público: crianças e pré-adolescentes até 11 anos / Vagas: 15 / Classificação: 07 anos
Inscrição aqui.

Entrevista

Dia 23 de fevereiro, às 20h – O Sagrado Feminino, com Iara Deodoro
Uma entrevista com uma mais velha. Quando uma mais velha fala a gente escuta. Iara Deodoro é uma Mestra ancestral em vida, do corpo, da dança, da performance. Fundadora do Instituto Sócio Cultural Afro-sul Odomodê e coreógrafa do grupo de dança Afro-sul (POA). Em sua trajetória se constitui a história da dança afro contemporânea produzida no sul do Brasil.
*A entrevista de aproximadamente 30 minutos irá ao ar pelo canal do YouTube do @projetoverafro

Debate

Dia 24 de fevereiro, às 20h – Vivências no Carnaval de Porto Alegre, com Íris Neto e Letícia Guimarães
O encontro apresenta um panorama do Carnaval de Porto Alegre: o contexto de produção, o planejamento das escolas desde a escolha do samba-enredo até o desfile na avenida , o processo de criação das fantasias, desenhos e modelos. Pensar nas problemáticas e no processo de descentralização do Carnaval. A atividade tem como convidada Íris Neto, atual Rainha do Carnaval de Porto Alegre e é mediada por Letícia Guimarães, artista da Rede Espiralar Encruza.
Duração: 90 minutos / Classificação: livre / Canal do Youtube do @projetoverafro

Leitura Dramática

Dia 25, às 20h – Esconderijo, com Rede Espiralar Encruza
Enquanto os jovens estão nas festas das pontes, os velhos estão contemplativos nas sacadas. Entre a ponte e a sacada, vários acontecimentos que não estão no imaginário de ninguém. Num mundo binário, entre zero e um, é que acontecem as travessias.
Texto: Silvana Rodrigues / Duração: 60 minutos / Classificação: livre / Canal do Youtube do @projetoverafro

Performance

Dia 26 de fevereiro, às 20h – Noite Espiralar, com Rede Espiralar Encruza e Grupo Buraco Negro
A Rede Espiralar Encruza convida para uma noite de apresentações performáticas, música, dança e poesia. Com a presença das artistas do coletivo Buraco Negro, irão realizar uma noite de apresentações, construindo um espaço de liberdade para  os jovens pretos, para que possam celebrar e expressar a maior potência de cada um: a vida.

Produção: Espiralar Encruza / Elenco Espiralar Encruza: CIRAdias, Eslly Ramão, Gabi Faryas, Letícia Guimarães, Maya Marqz, Phill e Sandino Rafae / Elenco grupo Buraco Negro: Gabriel Ferreira, Mariana Amaral, Pretamina e William Freitas / Duração: 90 minutos / Classificação: livre

RELACIONADAS
PUBLICIDADE

Esqueceu sua senha?