Agenda | Música | Reportagens

Viridiana e recreio apresentam laboratório criativo da turnê “Tiranos de Plástico”

Change Size Text
Viridiana e recreio apresentam laboratório criativo da turnê “Tiranos de Plástico” Foto: Lau Baldo

As sonoridades eletrônicas de Viridiana unem-se ao indie rock da banda recreio na turnê Tiranos de Plástico, que se encerra neste sábado (30/9), às 19h, no Teatro Oficina Olga Reverbel – ingressos no site do Theatro São Pedro. Os artistas retornam a Porto Alegre para finalizar a circulação que passou por 13 cidades brasileiras durante o mês de setembro. 

Com a ideia de rodar o país para além do eixo Rio-São Paulo – e com a produtora Marta Karrer em comum –, Viridiana e recreio embarcaram no projeto para misturar repertórios e botar o pé na estrada. “Nós já admirávamos o trabalho um do outro e tínhamos planos de fazer uma colaboração, mas calhou de dividirmos uma turnê antes de fazer uma música”, conta Ricardo De Carli, integrante da recreio, que foi colega de Viridiana no curso de Música Popular da UFRGS. “Foi um casamento de oportunidades para os dois”, completa Viridiana.

Do encontro firmou-se a turnê que faz referência ao recente single de Viridiana Pérolas de Plástico e ao álbum de estreia da recreio, Tiranos Melancólicos. Juntos, eles percorreram cidades como Florianópolis, Curitiba, Juiz de Fora, Brasília, Goiânia e Uberaba, recebendo no palco bandas e artistas locais, como a cantora Tori, a artista Karla Testa e o grupo Exclusive Os Cabides

Formada por Arthur Valandro, André Garbini, Bernard Simon, Gabriel Burin e Ricardo, a recreio nasceu da banda Soundlights, que chegou a lançar o EP Sons que Vêm do Sítio, em 2017. Em nova roupagem, já como recreio, eles lançaram Tiranos Melancólicos em setembro de 2022. A proposta da banda é abordar temáticas existenciais, falar de relacionamentos e questões socioambientais, tudo alinhado com o indie rock. 

Foto: Danilo Christidis

Já Viridiana canta, por meio de suas canções com elementos eletrônicos, sua vivência como mulher trans no Brasil atual. Seu primeiro disco, Transfusão, foi lançado em 2021 pelo edital Natura Musical, e recentemente a performer divulgou Pérolas de Plástico, faixa que explora as influências do estilo house e da música disco com uma narrativa de empoderamento trans. 

Experimentos na estrada

“O que faz tudo funcionar mesmo é que tanto a recreio quanto eu somos muito ‘nerdzões’ da música”, conta Viridiana sobre o set list da turnê. “Construímos o repertório dos shows durante a turnê, entendendo quais músicas da recreio e quais da Viri poderiam construir uma narrativa tanto lírica quanto de intensidade, de clima para os shows”, comenta Ricardo.  

Um ponto que colaborou para a união da estética dos artistas foram as trocas que eles tiveram na estrada. Viridiana compara a experiência a um “laboratório, uma alquimia”, que resultou nas apresentações e contribuiu para o desenvolvimento deles como músicos e instrumentistas. “Estamos colocando várias coisas à prova, tocando juntos toda noite, dividindo carro, casa, quarto. Isso nos leva a pensar em coisas maiores: como a gente leva essa experiência de volta a Porto Alegre? Como exercer a nossa cena de forma mais saudável e sustentável?”, reflete a cantora. 

Ricardo acrescenta a relevância de sair da capital para enxergar novas perspectivas: “Estamos entendendo bastante o nosso trabalho e o trabalho da cena da qual fazemos parte, justamente por estarmos distantes da cidade. É muito legal ver como estamos sendo bem recebido em todos esses lugares, existe uma certa camaradagem da cena independente alternativa pelo Brasil. Começa a se estabelecer uma rede de afeto e de apoio que é de Sul a Norte do país”. “A música independente exerce um senso de comunidade que é muito esperançoso para nós artistas”, completa Viridiana. 

Foto: Biel Gomes

De volta à capital, Viridiana e recreio trazem uma bagagem carregada com o entusiasmo de todas as cidades percorridas com a turnê, dos diferentes públicos e das bandas e artistas convidados para dividir palco. “Vamos voltar com muita energia, de realmente voltar com sotaque, pensando em tudo que a gente passou nas quatro semanas que antecedem o show em Porto Alegre. Embora seja mais um show com a mesma energia da turnê, vai rolar uma catarse de cantar de novo para as pessoas que sabem cantar as nossas músicas. Como músicos, ao longo deste mês, estamos aprendendo a fazer toda noite ser especial e potencialmente a melhor”, finaliza Viridiana. 

– 

Ouça o álbum Tiranos Melancólicos nas plataformas digitais e saiba mais sobre Transfusão, de Viridiana, nesta reportagem

Gostou desta reportagem? Garanta que outros assuntos importantes para o interesse público da nossa cidade sejam abordados: apoie-nos financeiramente!

O que nos permite produzir reportagens investigativas e de denúncia, cumprindo nosso papel de fiscalizar o poder, é a nossa independência editorial.

Essa independência só existe porque somos financiados majoritariamente por leitoras e leitores que nos apoiam financeiramente.

Quem nos apoia também recebe todo o nosso conteúdo exclusivo: a versão completa da Matinal News, de segunda a sexta, e as newsletters do Juremir Machado, às terças, do Roger Lerina, às quintas, e da revista Parêntese, aos sábados.

Apoie-nos! O investimento equivale ao valor de dois cafés por mês.
Se você já nos apoia, agradecemos por fazer parte da rede Matinal! e tenha acesso a todo o nosso conteúdo.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Se você já nos apoia, agradecemos por fazer parte da rede Matinal! e tenha acesso a todo o nosso conteúdo.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email

Gostou desta reportagem? Ela é possível graças a sua assinatura.

O dinheiro investido por nossos assinantes premium é o que garante que possamos fazer um jornalismo independente de qualidade e relevância para a sociedade e para a democracia. Você pode contribuir ainda mais com um apoio extra ou compartilhando este conteúdo nas suas redes sociais.
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email

Se você já é assinante, obrigada por estar conosco no Grupo Matinal Jornalismo! Faça login e tenha acesso a todos os nossos conteúdos.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email

sábado, 30 de abril de 2024 | 19h00

Teatro Oficina Olga Reverbel (Multipalco - Theatro São Pedro) (Praça Marechal Deodoro, s/n° Centro Histórico)

R$ 20 (meia-entrada) e R$ 40 (inteira)

Muito legal ficar sabendo de tudo o que acontece na cidade, né?
Este conteúdo é exclusivo para assinantes e é por causa da sua valiosa contribuição que você tem acesso a tudo o que está rolando de mais legal nas artes, e isso tudo através da curadoria do jornalista Roger Lerina. Se você valoriza este conteúdo, compartilhe nas suas redes sociais para que mais gente tenha contato com o melhor da Cultura.
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Se você já é assinante, obrigada por estar conosco no Grupo Matinal Jornalismo! e tenha acesso a todos os nossos conteúdos. Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email

PUBLICIDADE

Esqueceu sua senha?