Beneficente | Cinema | Notas | Televisão

Fundacine vai repassar R$ 2 milhões doados pela Netflix a trabalhadores do audiovisual gaúcho

Change Size Text
Fundacine vai repassar R$ 2 milhões doados pela Netflix a trabalhadores do audiovisual gaúcho Reprodução

Trabalhadores do audiovisual que foram afetados pelas enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul no mês de maio serão contemplados por uma doação de R$ 2 milhões da Netflix. A iniciativa, batizada de Ação Audiovisual RS, será conduzida e gerenciada pela Fundacine (Fundação Cinema RS), entidade com 25 anos de atividades, que ficará responsável pela operacionalização dos repasses financeiros aos profissionais gaúchos.

O cadastro de candidatos ao auxílio em dinheiro deve ser efetuado entre os dias 4 e 25 de junho, por meio de formulário online – disponível neste link. Em caso de acesso limitado à internet, também é possível entrar em contato pelo telefone (51) 99580-0624, pelo WhatsApp.

O benefício é destinado a profissionais e trabalhadores da indústria audiovisual, televisiva ou cinematográfica que atuem no segmento há pelo menos 12 meses e que tenham sido comprovadamente afetados pela tragédia climática que assolou o estado recentemente. “São centenas de trabalhadores do audiovisual elegíveis aos repasses, incluindo quem opera por trás das câmeras, em todas as funções, incluindo eletricistas, marceneiros, técnicos e especialistas em catering, ou exerce a atividade à frente delas, como atrizes e atores”, destaca Beto Rodrigues, diretor da Fundacine.

O dirigente observa que a prioridade será dada a quem atua por projeto e teve sua rotina diretamente afetada pelas enchentes: “Isso inclui integrantes da cadeia produtiva do audiovisual (como motoristas de van, videomakersrealizadores independentes, técnicos e fornecedores) que tiveram suas moradias atingidas, perderam equipamentos de trabalho ou tiveram filmagens canceladas, por conta do ocorrido, não somente na Capital, mas em todo o interior do Rio Grande do Sul”.

Os pagamentos do benefício estão programados para se iniciar no final de junho e se estendem até a primeira quinzena de julho. Profissionais do segmento que já responderam e preencheram os requisitos necessários do questionário da iniciativa Futuro Audiovisual RS – uma coalizão formada por SIAV, APTC, Macumba LAB, Instituto Akamani, ACCIRS e FUNDACINE, além de colaboradores nacionais como a APRO, API, BRAVI e Academia Brasileira de Cinema – serão automaticamente considerados para os repasses viabilizados a partir dessa doação.

A Ação Audiovisual RS conta com o apoio do Ministério da Cultura, responsável por conectar a instituição local à Netflix. “Estamos empenhados em contribuir de diferentes maneiras para a recuperação do Rio Grande do Sul”, comenta Márcio Tavares, secretário executivo do Ministério da Cultura (MinC). “Nas tratativas com a iniciativa privada, indicamos a Fundacine como instituição mais habilitada a receber o aporte e encaminhar o processo de destinação de recursos aos afetados pelas enchentes”, pontua.

“Estamos trabalhando junto a várias entidades e instituições ligadas ao audiovisual de forma dedicada para que, enquanto enfrentamos essa crise, os profissionais do audiovisual não fiquem desassistidos”, destaca Rodrigues. Segundo ele, mais empresas podem se juntar a esse movimento e fazer doações à Fundacine ou ao programa Futuro Audiovisual RS.

RELACIONADAS
PUBLICIDADE

Esqueceu sua senha?