Nando Gross

Inter e Fluminense na semifinal da Libertadores

Change Size Text
Inter e Fluminense na semifinal da Libertadores Foto: MARCELO GONÇALVES / FLUMINENSE FC/DIVULGAÇÃO

O Inter já sabe que vai enfrentar o Fluminense na semifinal da Libertadores da América. O time de Fernando Diniz é muito superior ao Olimpia, que já havia passado pelo Flamengo muito mais devido à crise interna do clube carioca do que pelo seu grande futebol. Nesta quinta-feira, no Defensores Del Chaco, em Assunção, no Paraguai, o Fluminense não tomou conhecimento do adversário e venceu de novo, desta vez por 3 a 1, carimbando a sua passagem à semifinal. De um lado Palmeiras e Boca, do outro Inter e Fluminense, três brasileiros e um argentino. O Brasil segue mandando na competição.  

Se o Fluminense é muito mais time que o Olimpia, também é importante dizer que, com este resultado a decisão será no Beira-Rio, sendo o primeiro jogo no Maracanã. Fosse o Olimpia, a segunda partida seria em Assunção. Fernando Diniz é o melhor técnico brasileiro da atualidade, este ano no confronto entre Fluminense e Inter no Rio de Janeiro, a superioridade do Fluminense foi constrangedora, o Inter levou dois e poderia ter sido muito mais, mas agora é outro momento.  

Diniz sabe que é importante buscar alguma vantagem no primeiro jogo, mas Coudet já se mostrou um técnico atento a isso, quando teve que enfrentar o Bolívar, em La Paz e o próprio River, em Buenos Aires. O Fluminense sai do seu sistema defensivo com toques curtos e Coudet não vai abrir mão de uma marcação alta, na saída de bola do Fluminense, porque uma bola roubada neste setor e o ataque já está na entrada da área.  

Muita gente ficou surpresa com a estratégia feita por Coudet contra o Bolivar, em La Paz, priorizando o sistema defensivo, mas ele já tinha feito isso na primeira passagem pelo Inter, quando disputou a Pré-Libertadores em 2020, sendo que o grupo atual é bem superior. 

O Fluminense coletivamente é uma equipe que encanta, mas tem defeitos e certamente Coudet vai trabalhar em cima deles, como também vai prestar muita atenção nas virtudes do Flu, para tratar de contê-las.  

Trata-se, portanto, de um confronto sem favorito e outra vez a ideia colorada é voltar vivo do Maracanã para decidir em casa, mas não está proibido de ganhar no Rio, como fez em La Paz.  

Agora é tratar de fazer pontos nos próximos jogos do Brasileirão e ganhar confiança para a semifinal da Libertadores.  

;

Esqueceu sua senha?

ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.