Matinal News

Com estoque, RS aguarda Ministério para iniciar vacinação de crianças com Coronavac

Change Size Text
Com estoque, RS aguarda Ministério para iniciar vacinação de crianças com Coronavac
Após a Anvisa autorizar o uso da Coronavac em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos, o Governo do Estado informou que aguarda um parecer técnico do Ministério da Saúde para iniciar a distribuição de doses visando a faixa etária. Ao Correio do Povo, a Secretaria Estadual da Saúde disse que há 83 mil doses em estoque. Principal vacina utilizada no início da campanha de imunização, há um ano, a Coronavac foi sendo menos usada ao longo dos meses. Hoje, corresponde a quase 26% das aplicações já efetuadas no RS. Pelo menos sete países já utilizam a Coronavac em crianças, variando a faixa etária. Na China, onde ocorre a aplicação desta vacina em pequenos a partir dos três anos, mais de 211 milhões de crianças já foram vacinadas, sem o registro de efeitos adversos graves, segundo o Instituto Butantan. O que você precisa saber hoje Estudo (e números) atestam a importância das vacinas – Um estudo da Secretaria Municipal da Saúde de Porto Alegre concluiu que o risco de internação em leito de UTI de uma pessoa com esquema vacinal incompleto contra a covid-19 é 16,4 vezes maior do que quem tomou todas as doses. A pesquisa foi feita com base em 121 casos de covid na Capital entre 5 de dezembro e 15 de janeiro. De acordo com a SMS, só 7,5% da população dos grupos que já podem se vacinar estão com o esquema incompleto. Professor de Infectologia na UFRGS, Alexandre Zavascki disse ao Correio do Povo que o cenário seria “catastrófico” sem as vacinas. Porém, advertiu que a alta de casos – que para ele ainda não dá sinais nem de estabilização – vai impactar no atendimento dos hospitais: “A quantidade de pessoas infectadas é muito grande”. Ontem, o RS voltou a romper a barreira de 100 mil casos ativos, algo que não ocorria desde o trágico março do ano passado. Melo quer loteria municipal para baratear passagem de ônibus – O prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), descartou a possibilidade de a tarifa dos ônibus na Capital passar a custar 6,65 reais – conforme sugerido nos cálculos das empresas de ônibus. “Não é possível imaginar que a passagem pode ter 40% de aumento”, enfatizou ele, em entrevista à Rádio Guaíba. Dias depois de prever “o estouro da boiada”, Melo indicou que enviará duas propostas à Câmara para minimizar o custo da tarifa ao usuário: a criação da loteria municipal, para que os tributos arrecadados fossem direcionados ao suporte do transporte público; e a revisão dos preços da Área Azul, igualmente prevendo redirecionamento ao transporte. A passagem dos ônibus de Porto Alegre deve ser elevada no mês que vem. RS é o segundo estado que mais concedeu subsídios a empresas de transporte na pandemia – Por falar em transporte público, um levantamento mostrou que o Rio Grande do Sul é o segundo estado que mais concedeu subsídios a empresas de ônibus na pandemia. Conforme a pesquisa elaborada pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), o primeiro é São Paulo. Entre as cidades, consta que Porto Alegre destinou mais de […]

Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo ?

Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.