Matinal News

Como foram os atos antidemocráticos no 7 de setembro

Change Size Text
Como foram os atos antidemocráticos no 7 de setembro

Dois atos separados por poucos quilômetros na Capital ilustraram duas faces distintas do Brasil neste 7 de setembro. Enquanto nos arredores da Redenção a 27ª edição do Grito dos Excluídos defendia a “participação popular, saúde, comida, moradia, trabalho e renda” e o impeachment de Jair Bolsonaro (sem partido), o grupo reunido no Parcão protestava contra uma suposta “ditadura da toga”, representada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), cortes onde tramitam inquéritos contra o presidente.

Nos cartazes bolsonaristas, nenhuma menção ao preço do gás ou da gasolina, à inflação, ao desemprego ou à fome. A favor do governo, os manifestantes estavam interessados em voto impresso e intervenção militar, pautas defendidas pelo presidente que, em tom violento e golpista, discursou nos atos de Brasília e São Paulo. Bolsonaro disse que não vai cumprir ordens do ministro do STF Alexandre de Moraes e que só há três alternativas para seu futuro: “preso, morto ou com vitória”. Partidos como PSDB e PSD vão discutir a possibilidade de aderir ao impeachment. O presidente do Supremo, Luiz Fux, deve se manifestar hoje.

Mobilizações a favor e contra Bolsonaro foram registradas Brasil afora e também no interior do Estado. Na véspera do 7 de setembro, entidades gaúchas haviam se manifestado em apoio aos atos com pautas antidemocráticas. A Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul), aliás, criticou diretamente o STF e o Senado.

Carona – Com um pé já em 2022, o governador Eduardo Leite (PSDB), que quer ser o nome dos tucanos na disputa presidencial, lançou um vídeo  defendendo que o Brasil “volte ao centro”. Segundo a Folha de S.Paulo, a peça foi produzida pelo publicitário gaúcho Fábio Bernardi, responsável pela campanha de Leite em 2018. Ontem o tucano, que apoiou Bolsonaro em 2018, escreveu no Twitter que foi um “erro” tê-lo colocado no poder. Também já de olho na próxima eleição, o senador e pré-candidato ao Piratini Luiz Carlos Heinze (PP) esteve no Parcão para defender o presidente e atacar o STF.

O que mais você precisa saber

Homens do Sul e Sudeste foram os maiores alvos de posts pagos sobre os atos antidemocráticos – Ao menos 11 políticos bolsonaristas pagaram pelo impulsionamento de posts no Facebook(🔒) com mensagens de apoio aos atos antidemocráticos registrados ontem, segundo reportagem de O Globo. Os dados são de um relatório do NetLab, laboratório vinculado à Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro. A lista inclui quatro vereadores, cinco deputados estaduais, o prefeito de Itaquaquecetuba (SP), Delegado Eduardo Boigues, e o deputado federal Coronel Tadeu (PSL-SP). De acordo com o documento, os posts miraram mais homens do que mulheres e, principalmente, usuários dos estados das regiões Sul e Sudeste. A batalha nas redes sociais é tática conhecida dos bolsonaristas. Recentemente o TSE determinou que plataformas como YouTube suspendam a monetização de canais investigados por disseminarem desinformação sobre as urnas eletrônicas. Na véspera dos atos de ontem, Bolsonaro editou uma Medida Provisória para limitar a atuação das plataformas. Por entenderem que o texto dificulta a remoção de notícias falsas, diferentes partidos decidiram ir ao STF contra a MP.

Piratini autoriza volta das torcidas e sinaliza liberação de pistas de dança  – Um novo decreto publicado pelo governo do RS autorizou o retorno das torcidas aos estádios de futebol no Estado. É preciso respeitar o teto de ocupação de 40% das cadeiras por setor e o limite máximo de 2,5 mil pessoas, que deverão ficar no mínimo a um metro de distância umas das outras. O Piratini também confirmou que vai liberar pistas de dança em eventos sociais e de entretenimento com até 150 pessoas. A autorização, porém, ainda depende da elaboração de outro documento, o que ocorrerá só no começo de outubro. O transporte rodoviário segue com a permissão para trafegar com 100% da capacidade total do coletivo. Em âmbito municipal, a lotação é de 90%. Bares e restaurantes ainda só podem ter ocupação máxima de 40% das mesas, com clientes impedidos de ficarem em pé. 


Recusa de alunos em testar contra a Covid-19 dificulta rastreamento de casos em Porto Alegre – O monitoramento de casos de Covid-19 em escolas de Porto Alegre tem encontrado obstáculos, segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). A recusa de famílias em fazer o teste fez com que 30% dos episódios ficassem sem resultado. Dessa forma, o rastreamento de possíveis surtos tornou-se uma tarefa mais difícil. Entre os dias 22 e 28 de agosto, 29 infecções geraram investigações em escolas comunitárias, municipais, estaduais e particulares. Os exames sem resultados envolvem estudantes cujos pais optaram por manter o filho em quarentena, mas sem a realização dos testes. As contaminações em larga escala colocaram 320 pessoas, entre alunos e funcionários, em investigação, sendo que 314 eram de escolas privadas. No último boletim estadual, o RS registrou mais 1.599 casos de coronavírus e 17 novas mortes foram contabilizadas.

Vacina, sim!

Sem drive-thru e com Rolê da Vacina suspenso por causa da chuva, campanha segue hoje para a população adulta com 18 anos ou mais. A aplicação irá ocorrer em 11 unidades de saúde. Sem energia elétrica no colégio Júlio de Castilhos, a vacinação prevista no local teve de ser transferida para o Centro de Saúde Modelo.

Outros links:

  • Rodoviários da Carris, ainda em greve contra a privatização da empresa, realizaram uma vigília em frente à sede.
  • Porto Alegre já ultrapassou a marca de 60% da população apta a tomar a vacina com esquema vacinal completo.  
  • A prefeitura de São Leopoldo suspendeu a vacinação de adolescentes sem comorbidades. O município foi notificado porque a autorização do Ministério da Saúde para o atendimento deste público começa a valer só no dia 15. 
  • Hoje, a categoria deverá realizar uma caminhada até a prefeitura. Lembrando que os ônibus circulam com a frota reduzida em Porto Alegre.
  • O IPE Prev e o IPE Saúde informaram que os atendimentos presenciais serão retomados neste mês. As consultas deverão ter horário e datas diferentes em cada instituto. 
  • Após apresentar insuficiência cardíaca, o poeta Luiz de Miranda foi transferido para tratamento no Instituto de Cardiologia, em Porto Alegre. O escritor chegou a ser atendido no Postão da Cruzeiro depois de sofrer um infarto agudo. 
  • A empresa KingHost, que trabalha com soluções digitais, lançou um projeto de capacitação em tecnologia para o público LGBTQIA+. Serão 11 módulos distribuídos em seis semanas de treinamento.

Azul

Ao dividir conosco uma experiência particular, Nathallia Protazio abre espaço para pensar questões de identidade e raça.

‘‘’Seu cabelo é lindo’, dizia minha mãe, com uma lágrima antiga sempre formada e nunca rendida. Todo o meu fio de autoestima tecido por ela durante a noite e os colegas da escola desatando, nó a nó, ao longo do dia. Uma espiral dolorosa.

Você já odiou uma parte do seu corpo? Algumas palavras são tão feias. Ranço. Nojo. Repugnância. Ojeriza. Asco. Nunca uso essas palavras, só de pensar já me dá náusea. Eu criei repulsa pelo meu cabelo.”

Leia o texto completo aqui.


Cultura

A “Solitude” de João Maldonado

Foto: Nabor Goulart

Ao longo de uma vida dedicada ao piano, João Maldonado experimentou formações que vão do quinteto de jazz a bandas de rock, como o grupo TNT – além de três discos de blues gravados com o guitarrista Solon Fishbone, entre outros tantos projetos. Na última sexta-feira, o pianista lançou o álbum Solitude, que como o nome sugere, apresenta Maldonado em formato solo, com sonoridade minimalista. “É um disco que reflete o que estamos vivendo nos últimos dois anos. A arte e a cultura jamais vão te deixar solitário, no sentido de estar mal. A solitude permite enxergar tudo isso de forma diferente”, contou o músico ao repórter Ricardo Romanoff.

Agenda (🔒)

A obra do moçambicano Mia Couto é tema do Poesia no Ling, às 16h, em encontro virtual com a professora Marcia Ivana de Lima e Silva. Falando em Instituto Ling, a partir de hoje o espaço retoma a programação presencial, sem necessidade de agendamento.

A cantora Kaya Rodrigues lançou o single Normal, com participações da cantoras Nina Nicolaiewsky e Viridiana.

O podcast A História do Disco, da jornalista Bruna Paulin, completa um ano no ar com programação especial em setembro e campanha de financiamento.

Para receber todas as dicas culturais do Roger Lerina enviadas aos assinantes premium do Matinal, assine aqui.

Receba a agenda completa


Você viu?

O Rio Grande do Sul não foi destaque apenas nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio. O estudante Eduardo Bortolomiol, de Porto Alegre, também brilhou, mas na Olimpíada Internacional de Matemática, a World Mathematics Invitational. Criada por Taiwan, a competição tem a intenção de incentivar o interesse pela área e reúne alunos da educação infantil ao ensino médio. Bortolomiol, o único gaúcho na delegação do Brasil, conquistou a medalha de ouro após responder questões em uma prova online. 

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.