Matinal News

Índice de alunos que abandona Ensino Médio na rede pública do RS preocupa

Change Size Text
Índice de alunos que abandona Ensino Médio na rede pública do RS preocupa

Um a cada dez alunos da rede pública do Rio Grande do Sul abandonou os estudos em 2021, de acordo com dados do Censo Escolar. O índice no Estado, que é o quarto pior do Brasil, ficou em 10,7%, quase o dobro da média nacional, que registrou 5,6%. Na rede privada gaúcha, assim como no País, o abandono do Ensino Médio apresentou leve queda no ano passado, em 0,2% – ante 0,3% no período anterior. Para a diretora do Centro em Excelência e Inovação em Políticas Educacionais da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e professora visitante em Harvard (EUA), Claudia Costin, a diferença entre as taxas da rede privada e da pública evidenciam uma desigualdade educacional agravada durante a pandemia, segundo falou a GZH.

Eduardo Leite acena com nova disputa pelo Piratini 

O ex-governador Eduardo Leite (PSDB) está disposto a concorrer novamente ao Palácio Piratini. Conforme apuração do repórter Fábio Schaffner, o tucano aguarda resultados de pesquisas qualitativas e pode definir sua nova candidatura ao Governo ao fim desta semana. Por meio de pesquisas, ele mede a rejeição dos eleitores ao fato de ter renunciado ao Executivo – decisão da qual, segundo a matéria, se arrepende. Apesar de levantamentos internos o colocarem como um candidato com chance real de vitória, o tempo corre contra o ex-governador, uma vez que há menos janela para fechar eventuais alianças com os demais partidos. Sem contar com o MDB, com quem teria desgaste maior, Leite quer buscar o União Brasil e o PSD.  

LAI completa quatro anos de regulamentação em Porto Alegre

Hoje completam-se quatro anos da regulamentação do decreto lei sobre a Lei de Acesso à Informação (LAI), que entrou em vigor no Brasil 10 anos atrás. A legislação estabelece as diretrizes de transparência dos órgãos públicos e garante o direito ao acesso à informação, permitindo ao cidadão acompanhar a administração dos recursos públicos de Porto Alegre. De acordo com a Prefeitura, houve um aumento na demanda de pedidos no ano passado na comparação com 2020. Em abril, reportagem do Matinal abordou a aplicação da LAI nas Câmaras das capitais brasileiras. No ano anterior, levantamento indicou que o Legislativo da capital gaúcha ignorou quase metade dos pedidos feitos por cidadãos via LAI.

Outros links:

  • Em meio a alta de casos de covid, ao menos cinco municípios gaúchos – Canoas, Guaíba, Capão da Canoa, Jóia e Garibaldi – optaram por retomar o uso de máscaras em escolas. Porto Alegre não cogita a medida.
  • A propósito, o número de novas internações no RS em razão da covid-19 aumentou 70% em duas semanas. A média diária de infecções estabilizou após três semanas em expansão.
  • A EPTC amplia o número de viagens da linha 343 Campus Ipiranga a partir de hoje para atender mais universitários, público que reclamou da extinção da D43. Além disso, outros 10 ônibus terão mais horários e coletivos de mais 15 linhas passam a ser autorizadas a rodar sem cobradores.
  • O cortejo “Caminhos da Ditadura”, que percorreu cenários de violações dos direitos humanos e também de resistência à ditadura militar, encerrou o Honk!POA ontem à noite.
  • Levantamento do Paraná Pesquisas sobre a intenção presidencial no RS apontou Jair Bolsonaro (PL) na liderança no Estado, tanto em cenário estimulado quanto no espontâneo.
  • Em exposição na Assembleia desde a semana passada, a mostra “Pelo direito ao Livro e à Leitura: Bibliotecas Escolares Abertas” visa também apresentar a situação de sucateamento das bibliotecas de escolas estaduais do RS.
  • Afetada pelo fim da majoração das alíquotas de ICMS e o volume de antecipações do IPVA, a arrecadação de impostos estaduais fechou abril com queda de 6,1% na comparação com o mesmo mês de 2021.
  • Por falta de espaço e profissionais, a emergência pediátrica do Hospital Universitário de Canoas suspendeu os atendimentos. Os serviços de maternidade, UTI infantil e internação pediátrica seguem operando normalmente.
  • Um avião de pequeno porte precisou fazer um pouso forçado em uma lavoura na BR 290, perto de Porto Alegre, na última sexta. Duas pessoas se feriram. Em fotos, como ficou a aeronave.
  • Na quarta-feira, às 17h, o Matinal promove um bate-papo com os editores da Parêntese para marcar o lançamento da edição impressa trimestral. Acompanhem aqui.

Em visita à periferia, Melo cobra apoio de empresários e promete praça construída pelo grupo Zaffari

A Prefeitura de Porto Alegre quer o empresariado investindo na periferia da cidade. A intenção foi anunciada pelo prefeito Sebastião Melo (MDB) na última sexta-feira, em uma caravana que contou com a participação de imprensa, sindicatos patronais e empresários. No percurso, Melo disse estar mostrando a “vida real” da Capital e também afirmou que o grupo Zaffari bancaria uma praça na comunidade Recanto do Sabiá, localizada no bairro Mário Quintana – promessa que pegou integrantes da delegação de surpresa.

A ideia de Melo é que uma parcela das contrapartidas dos empreendimentos imobiliários licenciados pela prefeitura sejam destinadas a obras na periferia. “Às vezes o empreendimento só quer contrapartida no entorno dele. O meu apelo aos empresários é que dividissem isso um pouco lá (na zona central) e um pouco aqui”, explicou o prefeito.

“A máquina pública faliu e a lei 8.666 (de licitações) é ‘trancativa’, então o sentido de dar uma praça para o empresário fazer é que ele vai fazer mais rápido do que nós”, disse Melo ao Matinal. A praça anunciada, contudo, ainda não tem uma garantia de que sairá do papel: “Não sei nem de qual projeto (essa contrapartida) vai sair. Mas vamos tentar olhar, ver o que tem nos nossos projetos, se é possível deslocar, qual a verba. Tem que trabalhar e pensar um pouquinho”, ponderou o diretor-superintendente do grupo Zaffari, Claudio Zaffari. 

Realizado pelo Paço Municipal com o objetivo de sensibilizar a iniciativa privada da necessidade de se investir não apenas na zona central da cidade, a caravana ainda contou com parte do secretariado municipal e quatro vereadores da base aliada do governo, que visitaram, além do Recanto do Sabiá, a comunidade João Goulart, uma ocupação no bairro Mário Quintana. Às comunidades, outra promessa feita foi a do auxílio na formação profissional.

Leia a reportagem completa


Juremir Machado da Silva

Plantar e colher

Era o tempo das colheitas e ele ainda não tinha plantado o suficiente para se retirar. Era o tempo das frutas maduras e ele continuava a semear em terra árida onde, por vezes, verdejava uma erva daninha. Era o tempo das cicatrizes e ele ainda curava as suas feridas com a lentidão dos que não têm pressa de partir. Nada, contudo, abalava a sua certeza de que o tempo só passa para quem não tem medo de desbravar os sertões da sua existência. Era o tempo do silêncio e ele ainda salpicava palavras nas páginas pelo prazer de auscultar os ecos dos corações. Era o tempo da vertigem e ele balançava na sua rede. 

Leia a coluna completa.


Cultura

Dira Paes denuncia o trabalho escravo em “Pureza”

Foto: Downtown Filmes

Vencedor de 28 prêmios nacionais e internacionais, o filme Pureza (2019), protagonizado por Dira Paes, está em cartaz nos cinemas. Dirigido por Renato Barbieri, o drama é inspirado na história real de uma mãe brasileira que, durante três anos,  desafiou todos os perigos para encontrar seu filho e se tornou um símbolo do combate ao trabalho escravo contemporâneo. Leia a resenha de Roger Lerina.

Agenda (conteúdo para assinantes)

O guitarrista Marcelo Gross lançou a faixa Rua dos Andradas.

Carninverno 2022 do Bloco da Laje está com ingressos à venda para apresentação no dia 25 de junho, às 17h, na quadra da Banda da Saldanha.

Goethe-Institut e a Cinemateca Capitólio exibem a mostra Murnau!, com sete filmes dirigidos por Friedrich Wilhelm Murnau, de 28 de maio a 8 de junho.

Para receber todas as dicas culturais do Roger Lerina enviadas aos assinantes premium do Matinal, assine aqui.

Receba a agenda completa


Você foi?

Foi uma volta e tanto. Depois de dois anos sem ser realizada, a Noite dos Museus fez uma multidão encarar o frio e se reencontrar com a cena cultural de Porto Alegre. Com uma iluminação colorindo prédios, infraestrutura e segurança, 180 mil pessoas perambularam pela cidade, na noite de sábado, por entre ruas e as 21 instituições que estavam abertas à visitação. “O mote desta edição da Noite dos Museus foi o reencontro. Reencontro com os centros culturais e, também, com os espaços públicos e com as pessoas”, afirmou Roger Lerina, colunista do Matinal e integrante do Conselho Artístico da Noite dos Museus. “Foi um sucesso.”

;
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.