Ensaios Fotográficos

Plantadores de florestas

Change Size Text
Plantadores de florestas Foto: Arquivo pessoal

Faz poucas semanas, voltei do Acre, em plena Amazônia, encharcado de céu, árvores, rios, pássaros, chuvas, animais, vento, sol, gente simples e generosa. Andei pela Reserva Cazumbá-Iracema, com seringueiros, no sul. E com os Nukini, o povo da onça, no extremo norte, fronteira com o Perú. Ambos os povos, separados por muitos quilômetros de florestas e rios maravilhosos, e uma disposição: plantar florestas.
Caminhando pelo mato com Nezinho, o líder de comunidades de seringueiros, ele foi me mostrando seu trabalho de extrair a borracha. Um trabalho de “cirurgiões”, como afirmou, pela delicadeza em riscar a seringueira, sem machucar a árvore. E notei que, por todo lado, plantam seringueiras, castanheiras, Patuás, Açaizeiros, palmeiras, Jacis e uma infinidade de árvores. Cuidam da floresta e da sua sobrevivência.
Uma viagem que todo brasileiro deveria fazer, para conhecer a realidade amazônica!

Conhecer Mary Alegretti no meio da Amazônia não é pra qualquer um. Ainda mais quando ela chega completamente embarrada, a bordo de um quadriciclo, na Reserva Cazumbá-Iracema, no Acre. Eu sabia pouco sobre ela – que ignorância a minha! Quando li seu currículo, caí pra trás. E qual não foi minha surpresa quando nos conhecemos e conversamos. Uma pessoa atenciosa, amável, simples e com um conhecimento sobre a Amazônia, do tamanho daquelas terras! O trabalho que ela tá fazendo por lá de captura de carbono na floresta é, mais uma vez, pioneiro. Como já foi quando iniciou, junto com Chico Mendes e a hoje ministra Marina Silva na demarcação de terras indígenas e de seringueiros e na criação das Flonas, as florestas nacionais. Como ela já tem no nome (sem trocadilhos), foi uma enorme alegria conhecê-la!


Alfredo Fedrizzi é pai da Lissa (38), Laura (34) e Maria (6 anos), fazendo Mestrado em Antropologia na Universidade de Lisboa, atuando em Conselhos de Administração no Brasil, ex-professor de Televisão na PUC, ex-publicitário. Tomando muitos vinhos portugueses, lendo muitos livros e viajando bastante.

RELACIONADAS
ASSINE O PLANO ANUAL E GANHE UM EXEMPLAR DA PARÊNTESE TRI 1
ASSINE O PLANO ANUAL E GANHE UM EXEMPLAR DA PARÊNTESE TRI 1

Esqueceu sua senha?

ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.