Porto Alegre: uma biografia musical

Capítulo XLIX

Change Size Text
Capítulo XLIX

E há ainda que se falar em três importantes integrantes dessa geração de compositores tão pouco prestigiados: Jayme Lewgoy Lubianca (Porto Alegre, 10/11/1922 – 29/08/2014), Alberto Bastos do Canto (Porto Alegre, 1923-01/04/2004) e Demosthenes Gonzalez (Porto Alegre, 08/1914 – 29/07/2000).

Jayme, judeu, nasceu e cresceu na mesma avenida Osvaldo Aranha – coração do bairro judeu do Bom Fim – onde morou a vida toda. Compôs pouco, cerca de 15 músicas, mas imortalizou-se com uma delas: Porto dos Casais, gravada originalmente por Sílvio Caldas, em 1957 e, mais tarde, já tornada um clássico da boemia gaúcha, por Elis Regina na série de discos Música Popular do Sul, da gravadora Marcus Pereira, em 1976. Trabalhou a vida toda como engenheiro agrônomo e, já coroa, foi um dos fundadores do Clube do Choro de Porto Alegre.

[Continua...]

O acesso a esse conteúdo é exclusivo aos assinantes premium do Matinal. É nossa retribuição aos que nos ajudam a colocar em prática nossa missão: fazer jornalismo e contar as histórias de Porto Alegre e do RS.

 

 
 
 

 

 

 

 
 
 

 

 
conteúdo exclusivo
Revista
Parêntese


A revista digital Parêntese, produzida pela equipe do Matinal e por colaboradores, traz jornalismo e boas histórias em formato de fotos, ensaios, crônicas, entrevistas.

Quer ter acesso a conteúdo exclusivo?


Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

E há ainda que se falar em três importantes integrantes dessa geração de compositores tão pouco prestigiados: Jayme Lewgoy Lubianca (Porto Alegre, 10/11/1922 – 29/08/2014), Alberto Bastos do Canto (Porto Alegre, 1923-01/04/2004) e Demosthenes Gonzalez (Porto Alegre, 08/1914 – 29/07/2000).

Jayme, judeu, nasceu e cresceu na mesma avenida Osvaldo Aranha – coração do bairro judeu do Bom Fim – onde morou a vida toda. Compôs pouco, cerca de 15 músicas, mas imortalizou-se com uma delas: Porto dos Casais, gravada originalmente por Sílvio Caldas, em 1957 e, mais tarde, já tornada um clássico da boemia gaúcha, por Elis Regina na série de discos Música Popular do Sul, da gravadora Marcus Pereira, em 1976. Trabalhou a vida toda como engenheiro agrônomo e, já coroa, foi um dos fundadores do Clube do Choro de Porto Alegre.

[Continua...]

O acesso a esse conteúdo é exclusivo aos assinantes premium do Matinal. É nossa retribuição aos que nos ajudam a colocar em prática nossa missão: fazer jornalismo e contar as histórias de Porto Alegre e do RS.

 

 
 
 

 

 

 

 
 
 

 

 
conteúdo exclusivo
Revista
Parêntese


A revista digital Parêntese, produzida pela equipe do Matinal e por colaboradores, traz jornalismo e boas histórias em formato de fotos, ensaios, crônicas, entrevistas.

Quer ter acesso a conteúdo exclusivo?


Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

marca-parentese

Abra um parêntese no seu fim de semana com jornalismo e boas histórias. Deixe seu email e receba toda semana as newsletters da revista Parêntese.

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.