Reportagens, Teatro

Porto Verão Alegre 2021 apresenta 25 espetáculos online

Change Size Text
Porto Verão Alegre 2021 apresenta 25 espetáculos online “Os Palhaços de Tchékov”. Foto: Vilmar Carvalho

Com a experiência de um projeto que há mais de duas décadas movimenta os palcos de Porto Alegre em época de veraneio, o Porto Verão Alegre se reinventa na pandemia e convida o público a assistir, em suas casas, a 25 espetáculos, entre os dias 29 de maio e 22 de junho – ingressos já à venda.

“Estamos muito felizes de voltar a entrar em teatros, com todo o equipamento de luz e som, toda a magia de um espetáculo. É muito prazeroso ver essa engrenagem da cultura voltar a funcionar, gerando trabalho para mais de 200 pessoas, com os grupos, a equipe de transmissão e os técnicos sendo remunerados”, conta o ator Rogério Beretta, co-idealizador e organizador do festival ao lado de Zé Victor Castiel.

Assim como tantas outras iniciativas culturais, desde 2020 a organização do evento precisou lidar com incertezas. Planejado inicialmente para os primeiros meses de 2021 – com a expectativa de um possível retorno gradual e seguro às atividades presenciais –, o festival teve que repensar seu formato devido ao agravamento da pandemia em fevereiro. Diante da nova onda de contaminação, o Porto Verão Alegre optou por adiar a realização dos espetáculos para os meses de maio e junho.

As montagens da 22ª edição estão sendo gravadas nos palcos do Theatro São Pedro e do Centro Histórico-Cultural Santa Casa, com todos os profissionais envolvidos testados previamente e seguindo protocolos sanitários durante os trabalhos. Castiel destaca a atenção dedicada à captação de som e imagens, utilizando quatro câmeras para aproximar os espectadores dos atores em cena. “O resultado é um teleteatro muito parecido com o que a TV Cultura de São Paulo produzia muito bem na década de 1970, só que mais tecnológico”, compara Castiel.

A mescla de linguagens tem agradado os organizadores do Porto Verão Alegre, que apostam no potencial de formatos híbridos para futuras edições, mesmo com a retomada presencial sem restrições nos próximos anos. “Ao nos reinventarmos, descobrimos novas facetas da cultura muito capazes de formar público. Isso é muito positivo. Vamos aproveitar a totalidade dos aprendizados”, afirma Castiel, que ressalta a proposta do evento de oferecer uma programação com ingressos de preço acessível ou gratuitos.

Beretta e Castiel também destacam a possibilidade de ampliar o alcance do festival por meio das transmissões online, integrando ainda mais o interior do Rio Grande do Sul às atividades e chegando ao público que vive em outros estados e no exterior – uma demanda que já está sendo observada pelos organizadores nos dias que antecedem o evento.

Cinco estreias nos palcos

O Porto Verão Alegre 2021, que mantém sua habitual programação eclética que vai do drama à comédia, passando por atrações musicais, terá cinco estreias. Em A Espessura da Vida, de Eleonora Prado, poemas da autora do espetáculo ganham interpretações músico-teatrais da poeta, ao lado de Deborah Finocchiaro e Pablo Trindade.

“A Espessura da Vida”. Foto: Roberta Amaral

Preta no Branco, de Nelly Coelho e Rodrigo Kão, busca abordar com humor crítico questões como o racismo, a homofobia e o feminicídio. Outra comédia que estreia no festival é Curiosa Mente, em que o diretor e ator Oscar Smich revela histórias pouco conhecidas de figuras como Brecht, Duchamp, Goethe e Bob Marley. A pandemia também inspirou espetáculos, como é o caso de Protocolo Sexual Pandêmico, stand-up de Angela Dippe que trata de novos hábitos sociais, higiênicos e sexuais adquiridos desde 2020. Evidenciando a pluralidade do festival, Com Amor – Chico Xavier, de Luis Carlos Pretto, encena causos e momentos marcantes da vida do médium mineiro.

“Frida Kahlo, à Revolução!”. Foto: Lucca Curtolo

Além das cinco estreias, outras 20 montagens integram a programação, incluindo Homens de Perto (Nestor Monasterio), Frida Kahlo, à Revolução! (Daniel Colin), Os Palhaços de Tchékhov (Dilmar Messias) e ainda os musicais Memória Musical – Especial Bob Dylan (Juçara Gaspar), Guri de Uruguaiana e Banda (Jair Kobe) e Beatles em Concerto (Ayres Potthoff, Daniel Wollf e Rodrigo Alquati) – a lista completa de espetáculos, sinopses, horários e oferta de acessibilidade está disponível no site do Porto Verão Alegre. Os ingressos custam R$ 9,90.

Lives nas redes sociais exploram produção artística na pandemia e relações entre arte e psicanálise

Nos perfis de Facebook e Instagram do festival, lives semanais debaterão a produção artística no contexto da pandemia e ainda uma programação infantil conduzido pela atriz Suzi Martinez. O Porto Verão Alegre mantém a parceria com a Sigmund Freud Associação Psicanalítica na série de lives Div(ã)gando com Arte. O evento promove ainda a oficina “A gente que fez – oficina de teatro e design básico para crianças. A brincadeira como performance”, mediada pela atriz e educadora Lisiane Medeiros.

A 22ª edição do festival também oferece acesso gratuito a espetáculos para instituições de assistência social, escolas e centros comunitários, mediante contato com a organização.

Porto Verão Alegre 2021
De 29 de maio a 22 de junho
Ingressos: R$ 9,90 (não há meia entrada)
Transmissões: gravados nos palcos do Centro Histórico-Cultural Santa Casa e do Theatro São Pedro, os espetáculos serão exibidos pelo site e pelo aplicativo (disponível para Android e IOs) da plataforma ShowIn.

O 22º Porto Verão Alegre tem a apresentação de Ministério do Turismo, Lei de Incentivo à Cultura e Vero; patrocínio de Corsan, Banco DLL, Sulgás, Zaffari e Grupo RBS; apoio de BRDE, Mesasul, Panvel e Bravo; realização de Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo.

Mais informações no site do festival

Quer saber tudo sobre cultura e eventos em Porto Alegre e no RS? Então assine a newsletter do Roger Lerina e receba as dicas no seu e-mail!

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.