Matinal News

No Roda Viva, Leite nega danos de sua política ambiental

Change Size Text
No Roda Viva, Leite nega danos de sua política ambiental Reprodução YouTube

A pauta climática dominou boa parte do programa Roda Viva de ontem, que teve como entrevistado o governador Eduardo Leite (PSDB). Ao longo de duas horas, ele defendeu que as mudanças promovidas por sua gestão, que foram da fusão da Secretaria do Meio Ambiente com a de Infraestrutura à mudança do Código Ambiental, não reduziram a proteção ao meio ambiente – ao contrário do que apontaram ambientalistas à Matinal ainda em 2022.

Questionado sobre prazos para que os mais de 581 mil desalojados da enchente recebam novas casas, o governador respondeu que será necessário um diagnóstico das famílias antes e, por ora, citou que há outras soluções, como aluguel social. Apesar da atual situação de calamidade no estado, afirmou, mais de uma vez, que o RS será um “case de reconstrução”.

O governador falou sobre “lições” aprendidas com a catástrofe e afirmou que as pessoas passarão a prestar mais atenção aos alertas, ao destacar que muita gente não quis deixar suas casas. Contudo, não comentou sobre o alerta enganoso emitido pela  Defesa Civil do Estado na noite do dia 4 e que gerou pânico na capital, conforme mostrou a Matinal.

Na entrevista, Leite ainda sugeriu ser “fake news” o recorte utilizado pela Folha, na entrevista publicada nesta segunda. Nela, o jornal destacou uma confissão do tucano, que disse ter recebido alertas sobre o clima, mas que o governo tinha “outras agendas”, em especial a fiscal. No entanto, Leite voltou a chamar a atenção à situação econômica do estado no início de seu governo. Citou também que, a partir de ajustes econômicos, o estado conseguiu ter “capacidade fiscal” para adquirir equipamentos que foram utilizados em resgates nesta enchente.

O governador falou que não defende o adiamento das eleições, ainda que tenha dito ao Globo que o processo eleitoral pode atrasar a reconstrução do estado. A ideia de postergar o pleito não foi bem recebida pelo TSE. Ainda na esfera política, ele elogiou a escolha de Paulo Pimenta como ministro de apoio à reconstrução do estado, afirmando que vê no petista a possibilidade de o RS ter um assento privilegiado junto ao Palácio do Planalto. Leite contou que espera que Pimenta auxilie no perdão da dívida gaúcha junto à União

Veja a íntegra da Matinal News desta terça-feira, 21 de maio.

RELACIONADAS

Esqueceu sua senha?

ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.