Matinal News

PIB do RS tem queda e mostra Estado em desaceleração

Change Size Text
PIB do RS tem queda e mostra Estado em desaceleração

A forte estiagem – que fez com que mais de 420 municípios gaúchos decretassem situação de emergência no início do ano – também fez o PIB do Rio Grande do Sul cair 3,8% no primeiro trimestre de 2022 na comparação com os três últimos meses de 2021. Ante o primeiro trimestre do ano anterior, a queda foi ainda maior: 4,7%. De acordo com o Departamento de Economia e Estatística (DEE), entre as grandes atividades econômicas, a agropecuária (-28,1%) e a indústria (-1,4%) apresentaram recuo, enquanto os serviços cresceram 0,3% no trimestre. No agro, o maior tombo ocorreu na cultura da soja. O setor de serviços cresceu 0,3%, puxado em especial pela atividade de transportes, armazenagem e correio. Ainda segundo o DEE, no acumulado em quatro trimestres, o PIB do RS apresentou expansão de 7,6%, contra 10,4% no trimestre anterior. “Esse resultado evidencia uma desaceleração da atividade econômica no Rio Grande do Sul, quando comparado aos quatro trimestres encerrados em dezembro de 2021”, conclui a nota técnica do departamento.

Antiga sede do MPE no Centro segue vazia cinco anos após despejo violento

 Passados cinco anos após a desocupação do prédio da antiga sede do Ministério Público Estadual, o imóvel permanece vazio. O local abrigou por mais de um ano cerca de 70 famílias, despejadas em ação no início da noite de 14 de junho de 2017, véspera do feriado de Corpus Christi. A ideia inicial do Piratini era que a estrutura fosse destinada à Empresa Gaúcha de Rodovias, plano que foi desfeito meses depois. O prédio chegou a ser passado à Junta Comercial e, atualmente, há apenas a intenção da Prefeitura de utilizá-lo como um centro cultural, solicitação que está em análise por parte do governo estadual. Enquanto isso, ontem um protesto convocado pelo Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM) cobrou a prorrogação da decisão do STF proibindo despejos – e que vale até o dia 30. O MNLM estima que há mais de 30 mil famílias que correm risco de perder seus lares no RS, a maioria concentrada na Região Metropolitana. Caso a decisão perca a validade, o movimento adverte para o crescimento no número de pessoas em situação de rua.

Levantamento de dados do IBGE sobre municípios terá resultados já em 2022

Iniciada nesta semana, a Pesquisa Urbanística do Entorno dos Domicílios, do IBGE, servirá de apoio às administrações municipais para definir prioridades estruturais das cidades. Os dados serão entregues ainda neste ano, juntamente com os primeiros resultados do Censo 2022, cujas entrevistas começam em 40 dias. O questionário a ser preenchido contempla a capacidade da via, se ela é pavimentada ou não, se conta equipamentos para iluminação, escoamento de água, além de verificar se possui paradas de ônibus e sinalização para bicicletas – será, aliás, a primeira vez que as condições para o modal serão investigadas. Os dados das calçadas também são observados e levam em conta a presença de obstáculos e acessibilidade, como rampa para cadeirantes, além de informações sobre a arborização. Neste ano, o levantamento também coletará dados em aglomerados subnormais, como favelas e invasões. 

Botos que vivem no Rio Tramandaí entram na lista de espécies em perigo de extinção 

Adaptado a ambientes costeiros, o boto-de-lahille pode ser encontrado em Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, além de Uruguai e Argentina. Estima-se que existam apenas 600 exemplares adultos no mundo inteiro. Considerada como “vulnerável à ameaça de extinção” pela União Internacional para a Conservação da Natureza desde 2019, a espécie passou a ser reconhecida como em risco de extinção também pelo Estado brasileiro conforme portaria publicada neste mês pelo Ministério do Meio Ambiente. Em janeiro deste ano, o Matinal publicou uma reportagem que mostrava como uma nova ponte entre Imbé e Tramandaí poderia afetar a área habitada por botos-de-lahille e conhecida pela interação cooperativa entre cetáceos e pescadores na pesca de tainhas, fenômeno raro e considerado patrimônio de relevância cultural do Estado desde 2020.

Outros links:

  • A Prefeitura de Porto Alegre montou um calendário da aplicação da segunda dose de reforço contra a covid-19. A partir de hoje, profissionais da saúde a partir de 40 anos já podem se imunizar.
  • A bancada negra da Câmara protocolou projeto de lei para banir o reconhecimento facial em espaços públicos da Capital. A iniciativa faz parte de uma mobilização nacional contra o uso dessa tecnologia na segurança pública após falhas na identificação de pessoas negras.
  • revitalização do viaduto (🔒) da João Pessoa com Salgado Filho vai ficar com os postos de combustíveis Farroupilha, novos responsáveis pelo espaço. No local também será instalada uma loja de conveniências.
  • Técnicos da UFRGS têm até o dia 8 de agosto para entregar as informações complementares sobre o Esqueletão. Um laudo prévio apontou risco de desabamento do prédio de 19 andares.
  • Em um movimento que visa fortalecer a candidatura própria do MDB ao Piratini, o ex-governador José Ivo Sartori apoiou as articulações para dar apoio à pré-candidata ao Senado Ana Amélia Lemos (PSD) em uma possível coligação.
  • Com o reajuste recente, o preço do litro da gasolina em Porto Alegre chega a custar 7,29 reais, segundo levantamento de GZH.
  • O Banrisul abriu edital de 30 milhões para financiar startups. O banco tem como objetivo beneficiar até 150 empresas do Estado com faturamento anual inferior a 90 milhões de reais.
  • Na crônica desta quarta, Juremir conta de um debate sobre a origem do primeiro ser humano. Alguém conclui: Nem o homem nem a mulher pode ter vindo primeiro. Será?

Cultura

Borgen 4, a missão

Foto: Netflix

O escritor Marcelo Carneiro da Cunha comenta Borgen – Power & Glory, série dinamarquesa da Netflix que mostra como uma ministra das Relações Exteriores enfrenta uma crise internacional envolvendo o petróleo na Groenlândia. Leia a resenha.

Agenda (🔒)

Theatro São Pedro completa 164 anos no dia 27 de junho e comemora a data a partir de hoje, às 19h, com show do guitarrista Pedro Tagliani.

A saxofonista americana Deanna Bogart e a Big Joe Manfra Blues Band fazem show no Instituto Ling, às 20h.

A tradicional Mostra DAD de Teatro da UFRGS volta ao modo presencial com o espetáculo A Coisa, do GRUPOJOGO, de hoje a sexta, sempre às 20h, na Sala Qorpo Santo.

Para receber todas as dicas culturais do Roger Lerina enviadas aos assinantes premium do Matinal, assine aqui.

Receba a agenda completa


Você viu?

O projeto de absorventes sustentáveis SustainPads, de alunas do Instituto Federal do Rio Grande do Sul, está concorrendo ao prêmio internacional Jovem da Água de Estocolmo. As pesquisadoras Camily Pereira e Laura Nedel estarão representando o Brasil na final, que acontecerá na Suécia em 26 de agosto. Foram utilizadas fibras da palmeira juçara e do pseudocaule da bananeira para a produção dos absorventes. O projeto, contaram elas, foi iniciado a partir da busca de uma alternativa que, além de ecológica, fosse também acessível para mulheres em situação de vulnerabilidade.

;
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.