Reportagem

Prazos da concessão do Cais Mauá são suspensos

Change Size Text
Prazos da concessão do Cais Mauá são suspensos Área do Cais Mauá está inundada desde 3 de maio | Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

Prevista para ocorrer neste mês, a assinatura do contrato entre o Consórcio Pulsa RS e o governo do estado sobre a concessão do Cais Mauá está suspensa por tempo indeterminado. A informação foi inicialmente publicada pelo Jornal do Comércio e confirmada pela Matinal nesta segunda-feira. 

A medida ocorre devido ao decreto do estado que suspende prazos de procedimentos administrativos em razão do estado de calamidade pública sob o qual o RS está neste momento. De acordo com a Secretaria Estadual de Parcerias, todos os prazos do processo estão suspensos e não há previsão de retomada. 

Consultado pela Matinal, o consórcio Pulsa RS informou que não comentaria a suspensão dos prazos, mas que compreende que o momento é de socorro às vítimas das enchentes que afetam o estado. Desde o início das enxurradas, 147 morreram e 450 cidades registraram algum tipo de dano, conforme a Defesa Civil. 

O leilão do cais ocorreu em 6 de fevereiro. Passado o certame, o contrato deveria ser assinado em até 90 dias, período que o grupo deveria utilizar para apresentar a documentação requerida, como as garantias financeiras e seguros que constam no edital. O prazo venceu no início deste mês, quando o Rio Grande do Sul já lidava com os efeitos da chuvarada. 

Sem concorrentes, leilão foi em 6 de fevereiro

Formado inicialmente por duas empresas, mas com previsão de formalizar mais parcerias para o negócio, o Pulsa RS arrematou a concessão de 30 anos do Cais Mauá em um leilão sem concorrentes. Com o resultado, o grupo se comprometia em investir R$ 353,3 milhões no local, iniciando pelas reformas nos armazéns históricos. 

A expectativa era começar as obras ainda neste ano, situação que, segundo a assessoria de imprensa do grupo, pode ser alterada em razão de eventuais danos no local, totalmente inundado há dez dias. Uma das contrapartidas da concessão é a possibilidade de construção de torres comerciais e residenciais na área do cais. 

O edital, como mostrou a Matinal em novembro do ano passado, não prevê elevação do nível do Guaíba, o que é esperado nos próximos anos em razão das mudanças climáticas. Ainda que exija o sistema de proteção contra as cheias, o documento abre a possibilidade de retirada de parte do Muro da Mauá, que integra o sistema de proteção contra cheias do Guaíba, mas condiciona sua retirada à aprovação do eventual novo sistema de defesas. 


E-mail: [email protected]

Gostou desta reportagem? Garanta que outros assuntos importantes para o interesse público da nossa cidade sejam abordados: apoie-nos financeiramente!

O que nos permite produzir reportagens investigativas e de denúncia, cumprindo nosso papel de fiscalizar o poder, é a nossa independência editorial.

Essa independência só existe porque somos financiados majoritariamente por leitoras e leitores que nos apoiam financeiramente.

Quem nos apoia também recebe todo o nosso conteúdo exclusivo: a versão completa da Matinal News, de segunda a sexta, e as newsletters do Juremir Machado, às terças, do Roger Lerina, às quintas, e da revista Parêntese, aos sábados.

Apoie-nos! O investimento equivale ao valor de dois cafés por mês.
Se você já nos apoia, agradecemos por fazer parte da rede Matinal! e tenha acesso a todo o nosso conteúdo.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Se você já nos apoia, agradecemos por fazer parte da rede Matinal! e tenha acesso a todo o nosso conteúdo.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email

Gostou desta reportagem? Ela é possível graças a sua assinatura.

O dinheiro investido por nossos assinantes premium é o que garante que possamos fazer um jornalismo independente de qualidade e relevância para a sociedade e para a democracia. Você pode contribuir ainda mais com um apoio extra ou compartilhando este conteúdo nas suas redes sociais.
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email

Se você já é assinante, obrigada por estar conosco no Grupo Matinal Jornalismo! Faça login e tenha acesso a todos os nossos conteúdos.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
RELACIONADAS

Esqueceu sua senha?

ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.