Artes Visuais, Notas

Obras de Vik Muniz, Artur Lescher e Marepe vão à leilão da Fundação Iberê

Change Size Text
Obras de Vik Muniz, Artur Lescher e Marepe vão à leilão da Fundação Iberê Foto: Imprensa Fundação Iberê/Divulgação

Depois do grande movimento de importantes nomes gaúchos do mundo das artes, que se uniram para apoiar o primeiro leilão virtual da Fundação Iberê, artistas, colecionadores e galerias de fora do Estado aderiram ao evento, que ocorre nos dias 9 e 10 de setembro, às 19h, pelo site www.santayana.com.br. Artur Lescher (SP) doou peça única – sem título – de seu acervo, bem como Vik Muniz (RJ), que escolheu Flowers after Van Gogh, de 131,1 cm x 101,6 cm.

A Galeria Luisa Strina doou peça única de tinta sobre cetim do badalado Marepe, um dos brasileiros mais importantes da arte contemporânea. Em seus trabalhos, ele evoca poeticamente uma memória pessoal que se entrelaça à sua cidade natal, Santo Antônio de Jesus, localizada no Recôncavo Baiano. O artista tem uma linguagem artística comparada com a do pintor, escultor e poeta francês Marcel Duchamp.

Também somam-se ao leilão obras de colecionadores de São Paulo e Rio de Janeiro, como uma raridade de Iberê Camargo, intitulada Sol Vermelho (1951). Trata-se de um óleo sobre tela de 47 cm x 56 cm, que retrata a vista de Santa Teresa na época em que o pintor viveu no Rio de Janeiro.

A colecionadora Frances Reynolds, do Rio de Janeiro, doou a obra Planos-Pipa, de 180 x 180, do carioca Marcelo Jácome. Uma das revelações da nova geração de artistas, Jácome expôs este trabalho com pipas em espaços e instituições como Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa), Saatchi Gallery (Londres), Espace_L (Genebra) e Jardin d’acclimatatitiom (Paris). 

O catálogo completo para lances está disponível aqui. Com valores a partir de R$ 200 e possibilidade de pagamento em até dez vezes no cartão de crédito, toda a renda será destinada à manutenção da instituição e futuras exposições e ações educativas.

RELACIONADAS

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito