Matinal News

Prefeitura sinaliza com criação de empregos e capacitação para Vila dos Papeleiros ao revitalizar 4º Distrito

Change Size Text
Prefeitura sinaliza com criação de empregos e capacitação para Vila dos Papeleiros ao revitalizar 4º Distrito

A revitalização do 4º Distrito, que gera expectativa no poder público e preocupação nos moradores da região, deverá atender à questão social. A diretora de Planejamento Urbano da Secretaria de Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade, Patricia Tschoepker, sinalizou, após reunião com empresários, que a Prefeitura de Porto Alegre tem a intenção de qualificar profissionalmente a população que vive na Vila dos Papeleiros. Criação de empregos e ações que incentivem a capacitação em áreas relacionadas à reciclagem estariam no escopo da administração pública. No programa, chamado de +4D, estão previstas ações entre a Estação Rodoviária e a Arena do Grêmio. O projeto é tema de audiência pública da Câmara hoje, a partir das 19h, com transmissão via YouTube

Cozinha Solidária abre novo espaço na Azenha 

A Cozinha Solidária do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto reabre hoje em novo endereço, na Avenida Azenha, 608. Após ser despejada de um imóvel da região no ano passado, a operação passou a ser realizada na Praça Princesa Isabel, “mais por necessidade do que por vontade”, segundo o coordenador nacional do MTST, Eduardo Osório, em entrevista ao Jornal do Comércio. De acordo com Osório, o movimento esteve em negociações tanto com a Prefeitura quanto com o Governo do Estado por uma nova sede – são mais de 200 marmitas servidas e distribuídas por por dia. Contudo, a situação não avançou. “Ao passo que a prefeitura aprovou um projeto de lei que vai vender muitos imóveis do município na região, não foram criadas as condições para que a cozinha solidária utilizasse um desses espaços”, ressaltou Osório. O projeto em questão, já sancionado, foi tema de nova audiência na Câmara ontem.

Aprovada na Assembleia prorrogação de contratos para o IPE Saúde

Dois projetos de lei do governo do RS, que preveem a prorrogação de contratos emergenciais de mais de 80 profissionais da saúde, foram aprovados por unanimidade na Assembleia Legislativa. Um dos textos envolve o IPE Saúde e assegurou mais um ano de atuação para 22 pessoas contratadas, entre analistas de gestão, peritos e auditores médicos. A segunda proposta aumentou o vínculo de 62 técnicos em enfermagem que colaboram para serviços prestados nos hospitais próprios do Estado e no Centro Estadual de Vigilância Sanitária. A aprovação também auxilia a manutenção do atendimento no Hospital Psiquiátrico São Pedro, local onde as contratações temporárias se encerrariam em junho.

Outros links:

  • inda com a média móvel crescendo, a curva de casos de covid no RS pode indicar que o pico desta onda pode estar passando, segundo números do consórcio de imprensa.
     
  • O Boletim Epidemiológico de Mortalidade Materna, Infantil e Fetal da SES mostrou que em 2021 foram registrados 114 óbitos maternos, mais que o dobro do ano anterior. A covid-19 foi responsável por metade dessas mortes.
     
  • O prefeito Sebastião Melo (MDB), sancionou ontem o projeto de lei que regulamenta os ferros-velhos de Porto Alegre. Com a norma, os estabelecimentos devem comprovar procedência dos materiais. Multas a infratores podem chegar a mais de 24 mil reais.
     
  • A equipe do governador Ranolfo Vieira Júnior (PSDB) aguarda há 20 dias por uma audiência (🔒) com o presidente Jair Bolsonaro (PL) para tratar da adesão do RS ao Regime de Recuperação Fiscal.
     
  • Um ex-diretor e um ex-supervisor da EGR foram presos em ação do  MP e da Polícia Civil contra corrupção. Outros dois agentes públicos estariam envolvidos nas irregularidades, que envolvem um contrato assinado em 2019.
     
  • Mesmo com a entrada de Eduardo Leite (PSDB) nas eleições para o governo do Estado, Gabriel Souza (MDB) mantém a pré-candidatura. A decisão foi anunciada na manhã de terça-feira, após reunião com o presidente nacional do MDB, Baleia Rossi. 
     
  • Encerram hoje as inscrições para a seleção de recenseadores no RS. O IBGE espera preencher mais de 5 mil vagas, cerca de 700 em Porto Alegre.
     
  • A tarifa do pedágio entre Porto Alegre e Florianópolis (🔒) pela BR-101 aumentou. O trecho teve um aumento de 14%, passando de 2,10 para 2,40 reais.
     
  • Na coluna do Juremir desta quarta-feira, o assunto é a esquerda (des)unida no RS.
     
  • Para finalizar, uma correção: na seção da Parêntese de ontem, em que publicamos o artigo “Como integrar as torres residenciais propostas à cidade“, do Álvaro Magalhães – nosso convidado da live de hoje –, comentemos um erro. Na chamada ao texto, mencionamos que Magalhães defende “enterrar o Trensurb” no Centro – tal ideia, contudo, é defendida em um artigo que ele menciona. O texto está publicado na revista Parêntese, e vale muito a leitura.

Em sabatina, Heinze defende tratamento precoce e proxalutamida

Pré-candidato ao governo do RS, o senador Luis Carlos Heinze (PP) reafirmou sua confiança no uso de remédios sem eficácia contra a covid-19, como cloroquina e ivermectina, em sabatina UOL/Folha desta terça-feira. Heinze também defendeu a proxalutamida, remédio experimental para câncer testado clandestinamente em pacientes internados com covid-19 em ao menos dez hospitais brasileiros.

Perguntado se distribuiria ivermectina e cloroquina aos gaúchos para combater a pandemia, o senador disse que há médicos que preconizam o tratamento precoce e que poderá seguir a recomendação deles, caso seja eleito. “Se eles preconizarem, vou fazer. Eu não posso receitar, então os médicos vão me dizer o que fazer”, afirmou Heinze, que em seguida deu o exemplo de um dos médicos “craques” que tem como referência: o endocrinologista Flávio Cadegiani.

“Houve um assassinato de reputação. Esse rapaz criou a proxalutamida e há processos dele registrados nos EUA, em toda a Europa, na China e na Índia. Aqui no Brasil criminalizaram ele porque esquerda e direita entraram no debate”, criticou o parlamentar, errando dados – a droga não foi criada pelo médico brasiliense, mas por uma farmacêutica chinesa. Sem registro em nenhum país do mundo por ainda estar em fase experimental, o remédio teve seus testes iniciais para covid-19 no Brasil e hoje passa por estudos pagos pela sua fabricante em alguns dos países citados pelo senador. 

Atualmente, um processo administrativo sanitário contra Cadegiani tramita na Anvisa por conta do uso de proxalutamida em desacordo com as autorizações concedidas pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa. Desde setembro de 2021, a agência investiga o uso do remédio e sua importação por parte de Cadegiani, que teve todos os lotes importados interditados.


Cultura

“Enquanto Vivo” comove com elegia melodramática

Foto: Bonfilm

Com impressionante atuação de Benoît Magimel, vencedor do prêmio de Melhor Ator no César 2022 pelo papel, o filme Enquanto Vivo (2021) está em cartaz nos cinemas. O drama, que tem no elenco a diva Catherine Deneuve, acompanha a difícil jornada de um dedicado professor de teatro condenado à morte cedo demais por um câncer incurável. Leia a resenha de Roger Lerina.

Agenda (🔒)

Hoje
Baxtale! – Grupo de Pesquisa em Música Romani realiza recital de música húngara, às 19h, na Fundação Ecarta.

Às 20h, o Teatro Feevale apresenta o segundo espetáculo da série 4 Ventos, reunindo a Orquestra de Sopros de Novo Hamburgo e a banda Dingo Bells.

Quinta-feira (16/6)

A partir das 16h, o Instituto Ling e a Casa de Cultura Mario Quintana promovem uma edição conjunta do Bloomsday, celebrando os 100 anos da primeira publicação de Ulysses, do escritor irlandês James Joyce.

A partir das 16h, o Instituto Ling e a Casa de Cultura Mario Quintana promovem uma edição conjunta do Bloomsday, celebrando os 100 anos da primeira publicação de Ulysses, do escritor irlandês James Joyce.

Receba a agenda completa


Você viu?

Um disco perdido de Gilberto Gil foi resgatado pelo Google. Em 1982, Gil gravou um disco em Nova York que se perdeu quando o compositor voltou para o Brasil. A descoberta foi feita pelos pelos pesquisadores Chris Fuscaldo e Ricardo Schott durante o processo de pesquisa e digitalização dos materiais artísticos de Gilberto Gil. O álbum faz parte do projeto O Ritmo de Gil, museu virtual dedicado ao artista na plataforma Google Arts & Culture.

;
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.