Eleições 2022 | Reportagem

Nome fiel a Bolsonaro, Onyx Lorenzoni tem trajetória marcada por pautas conservadoras

Change Size Text
Nome fiel a Bolsonaro, Onyx Lorenzoni tem trajetória marcada por pautas conservadoras Foto: Rafael Carvalho/Ministério da Cidadania

Este conteúdo faz parte de uma série especial do Matinal Jornalismo chamada Eu Voto Porque, com reportagens que abordam o que pensam os candidatos ao governo do Rio Grande do Sul nas eleições de 2022 sobre diferentes temas. Na plataforma, você pode escolher uma candidatura e temas relevantes para você e descobrir o que seu candidato pensa a respeito desses assuntos. A seguir você confere o perfil e o histórico político de Onyx Lorenzoni (PL). Aqui você encontra as outras candidaturas.

Publicidade

Médico veterinário de formação, Onyx Lorenzoni (PL) completa 68 anos no dia do primeiro turno das eleições deste ano, e está envolvido na política partidária desde o final da década de 1980, quando ainda presidia o sindicato de sua categoria profissional e ingressou no Partido Liberal (PL). Retornou à sigla em março, após anos de alternância entre outros partidos de direita. O pai de Onyx, Rheno Júlio Lorenzoni, fundou o Hospital Veterinário Lorenzoni, que se mantém até hoje na capital gaúcha, agora sob comando do filho do político, Rodrigo. 

Aliado de primeira hora do presidente Jair Bolsonaro (PL), Onyx foi peça fundamental na campanha de 2018 e se tornou nome forte do governo antes mesmo da posse, conduzindo o Gabinete de Transição Governamental nos meses entre a saída de Michel Temer e a posse de Bolsonaro. Depois, passou por uma sucessão de cargos no alto escalão bolsonarista: chefiou a Casa Civil, o Ministério da Cidadania, a Secretaria-Geral da Presidência da República e o Ministério do Trabalho e da Previdência, última pasta que liderou, deixando o cargo no final de março para lançar a pré-candidatura ao Piratini.

Exerceu dois mandatos como deputado estadual, e atualmente está no quinto mandato como deputado federal. Na Câmara, defendeu pautas conservadoras como a redução da maioridade penal, a flexibilização do Estatuto do Desarmamento e projetos ruralistas, além de se posicionar contra propostas como as cotas raciais em universidades. Foi um dos maiores apoiadores do impeachment de Dilma Rousseff em 2016 e é crítico ferrenho do PT desde o início da sua carreira. Ele também votou a favor da PEC do teto de gastos e da reforma trabalhista do governo Temer.

Apesar do discurso de tolerância zero com corrupção, Onyx também foi alvo de denúncias. Em meio às investigações da Operação Lava Jato, a delação premiada de Ricardo Saud, ex-executivo da J&F, holding controladora da JBS, revelou que Onyx teria recebido cerca de R$ 200 mil através de caixa dois para sua campanha eleitoral de 2014. O parlamentar admitiu a acusação publicamente e também revelou que havia feito uma tatuagem no braço para se lembrar do que chamou de “erro”. Posteriormente, revelou-se que Lorenzoni havia recebido outro valor não declarado em 2012, de R$ 100 mil. Em 2020, o deputado pagou uma multa de R$ 189 mil em um acordo com a Procuradoria-Geral da União para arquivar o processo.

* Bettina Ghem, Iuri Muller, Juan Ortiz, Maurício Brum, Sílvia Lisboa e Valentina Bressan

Gostou desta reportagem? Garanta que outros assuntos importantes para o interesse público da nossa cidade sejam abordados: apoie-nos financeiramente!

O que nos permite produzir reportagens investigativas e de denúncia, cumprindo nosso papel de fiscalizar o poder, é a nossa independência editorial.

Essa independência só existe porque somos financiados majoritariamente por leitoras e leitores que nos apoiam financeiramente.

Quem nos apoia também recebe todo o nosso conteúdo exclusivo: a versão completa da Matinal News, de segunda a sexta, e as newsletters do Juremir Machado, às terças, do Roger Lerina, às quintas, e da revista Parêntese, aos sábados.

Apoie-nos! O investimento equivale ao valor de dois cafés por mês.
Se você já nos apoia, agradecemos por fazer parte da rede Matinal! e tenha acesso a todo o nosso conteúdo.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
Se você já nos apoia, agradecemos por fazer parte da rede Matinal! e tenha acesso a todo o nosso conteúdo.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email

Gostou desta reportagem? Ela é possível graças a sua assinatura.

O dinheiro investido por nossos assinantes premium é o que garante que possamos fazer um jornalismo independente de qualidade e relevância para a sociedade e para a democracia. Você pode contribuir ainda mais com um apoio extra ou compartilhando este conteúdo nas suas redes sociais.
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email

Se você já é assinante, obrigada por estar conosco no Grupo Matinal Jornalismo! Faça login e tenha acesso a todos os nossos conteúdos.

Compartilhe esta reportagem em suas redes sociais!

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on email
RELACIONADAS
;

Esqueceu sua senha?

ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.