Crônica

Do que resta

Change Size Text
Do que resta

Ela tem oito ou nove anos, longilínea, magra. Cabelos obedecendo ao coque, com alguns fios à revelia pelo andar na tarde quente a pé, em plena perimetral. No sentido norte-sul a subida é forte e foi vencida debaixo do calor insolente e com passos que precisavam acompanhar Ele.

Ele aparenta uns trinta e cinco anos, magro, uma barba não deliberada, mas avançando no rosto. Cabelos pretos na altura dos ombros, umedecidos pelo suor, emolduram o rosto.  

Publicidade

[Continua...]

O acesso a esse conteúdo é exclusivo aos assinantes premium do Matinal. É nossa retribuição aos que nos ajudam a colocar em prática nossa missão: fazer jornalismo e contar as histórias de Porto Alegre e do RS.

 

 
 
 

 

 

 

 
 
 

 

 
conteúdo exclusivo
Revista
Parêntese


A revista digital Parêntese, produzida pela equipe do Matinal e por colaboradores, traz jornalismo e boas histórias em formato de fotos, ensaios, crônicas, entrevistas.

Quer ter acesso ao conteúdo exclusivo?

Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

RELACIONADAS
ASSINE O PLANO ANUAL E GANHEUM EXEMPLAR DA PARÊNTESE TRI 1
ASSINE O PLANO ANUAL E GANHEUM EXEMPLAR DA PARÊNTESE TRI 1

Esqueceu sua senha?

ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.
ASSINE E GANHE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA DA REVISTA PARÊNTESE.