Recomendações

Recomendações da semana #76

Change Size Text
Recomendações da semana #76
LIVRO Escola de Contos Eróticos para Viúvas | Balli Kaur Jaswal O livro da escritora Balli Kaur Jaswal conta a história de Nikki, filha de imigrantes indianos que passou a maior parte de seus vinte e tantos anos distanciando-se da tradicional comunidade sikh em que nasceu, preferindo uma vida mais independente – em outras palavras, ocidental. No entanto, após a morte repentina do pai, sua família acaba ficando com problemas financeiros. Nikk larga a faculdade de direito e, mesmo sem ter encontrado seu propósito na vida, se sente na obrigação de ajudar a mãe e a irmã. Ela encontra então uma oportunidade perfeita de um trabalho extra: dar aulas de escrita criativa em um centro comunitário no coração da comunidade punjabi em Londres. Escola de Contos Eróticos para Viúvas (Editora Planeta, 304 páginas, R$ 49,90) é o terceiro romance de Balli Kaur Jaswal, escritora nascida em Cingapura com raízes familiares em Punjab, na Índia. A obra foi escolhida para o clube do livro da atriz norte-americana Reese Witherspoon em 2018, além de ter sido publicado pelo clube brasileiro TAG Inéditos. Os direitos de tradução foram vendidos para mais de 10 países e no cinema foram adquiridos pela produtora do cineasta Ridley Scott. Foto: Editora Planeta/Divulgação A Cidadania da Mulher Brasileira – Uma Genealogia | Ana Maria Colling  Foto: Oikos Editora/Divulgação Quase um século depois de conquistar o direito ao voto no Brasil em 1932, as mulheres ainda vivem marcadas pela subordinação que está presente nos códigos e é embasada por discursos de poder. No livro A Cidadania da Mulher Brasileira – Uma Genealogia (Oikos Editora, 294 páginas, R$ 50), a historiadora Ana Maria Colling faz uma cronologia dos sistemas ideológicos de Platão a Freud, passando pelas escrituras sagradas até os dias atuais, para mostrar a força da desigualdade que acompanha o universo feminino. Com o objetivo de desconstruir essas linguagens, a autora faz uma reflexão sobre códigos, leis, normatizações, regras e costumes que dificultam, impedem e confundem o pensar e o existir feminino. “Os discursos que definem o que é ser homem, o que é ser mulher e o lugar social que corresponde a cada sexo ainda são atravessados pela desqualificação do feminino”, afirma Colling.  Fruto de sua tese de doutorado defendida na PUCRS em 2000, a escritora cruzou dados que orientaram um estudo profundo com o foco na história das mulheres e nas questões de gênero no Brasil. O resultado é um olhar crítico para os sistemas ideológicos que sustentam as desigualdades de gênero, como os discursos que impossibilitam as mulheres de existir enquanto cidadãs e determinam o lugar que o feminino deve ocupar nas constituições e nos códigos civis. Noite e Dia Desconhecidos | Bae Su-ah Foto: DBA Literatura/Divulgação Cai a noite em Seul, a moderna capital da Coreia do Sul, e a atriz Ayami se despede de seu emprego em um teatro para cegos que está fechando as portas. Agora ela está sem rumo: não sabe o que fazer da vida em uma cidade que lhe parece hostil e ameaçadora. Assim começa uma jornada inesperada, que leva […]

Quer ter acesso a conteúdo exclusivo?


Assine o Premium

Você também pode experimentar nossas newsletters por 15 dias!

Experimente grátis as newsletters do Grupo Matinal!

marca-parentese

Abra um parêntese no seu fim de semana com jornalismo e boas histórias. Deixe seu email e receba toda semana as newsletters da revista Parêntese.

Receba de segunda a sexta a Matinal News, a newsletter que traz as principais notícias e eventos de Porto Alegre e do RS.