Artigos, Cinema

A vingança dos nerds dinamarqueses em “Loucos por Justiça”

Change Size Text
A vingança dos nerds dinamarqueses em “Loucos por Justiça” Foto: Anders Overgaard/Divulgação

Chega às plataformas de streaming do Brasil nesta sexta-feira (6/8) o curioso filme de ação dinamarquês Loucos por Justiça (2020). Dirigido por Anders Thomas Jensen, vencedor do Oscar de Melhor Curta-Metragem por Noite de Eleição (1998), o longa estará disponível para compra e aluguel na Claro Now, Vivo Play, Sky Play, iTunes/Apple TV, Google Play e YouTube Filmes. Quem protagoniza Loucos por Justiça é o grande ator dinamarquês Mads Mikkelsen, astro de títulos como O Amante da Rainha (2012), A Caça (2012) e Druk – Mais uma Rodada (2020), ganhador do Oscar de Melhor Filme Internacional deste ano.

Beba sem moderação: Druk – Mais uma Rodada (2020), o novo e aguardado filme do diretor dinamarquês Thomas Vinterberg

Em Loucos por Justiça, o militar Markus (Mikkelson) volta do fronte para casa a fim de cuidar de sua filha adolescente, Mathilde (Andrea Heick Gadeberg), depois que sua esposa morre em um trágico acidente de trem. A relação entre pai e filha se torna ainda mais tensa e dramática já que agora compartilham uma perda em comum.

Enquanto Markus e Mathilde lidam de maneira turbulenta com o luto, o gênio da estatística Otto (Nikolaj Lie Kaas), sobrevivente da tragédia que estava no mesmo vagão da esposa e da filha do militar, desconfia que acidente na verdade foi um atentado. Acompanhado dos amigos esquisitões Lennart (Lars Brygmann) e Emmenthaler (Nicolas Bro), igualmente obcecados por computadores e números, Otto procura Markus para convencê-lo de que o choque de trens na verdade foi provocado para eliminar uma testemunha chave em um caso contra um violento gângster. O improvável grupo formado por um combatente altamente treinado e três nerds cheios de problemas começa então a planejar uma vingança contra os supostos responsáveis pelo desastre.

Foto: Anders Overgaard/Divulgação

Loucos por Justiça é a produção é a segunda parceria do diretor e roteirista Jensen e do ator Mikkelsen, que trabalharam juntos no longa Men & Chicken (2015). Nas palavras do realizador, o filme é “uma fábula moderna ambientada em um cenário realista”. Segundo Jensen, o roteiro mostra como as nossas vidas são afetadas quando o impensável ocorre: “O núcleo da história é bastante sombrio, pois falamos do significado da vida. A minha intenção foi a de criar um drama que tivesse momentos comoventes e humor”.

Essa inusitada mistura de drama, ação e comédia é um das boas surpresas de Loucos por Justiça, que poderia ser apenas mais uma rotineira produção violenta sobre um pai-marido que busca vingar-se dos bandidos que destruíram sua família, na linha da série Desejo de Matar ou mais recentemente dos títulos estrelados por Liam Neeson. Os registros distintos da trama se alternam com fluidez, especialmente graças ao talento e à sintonia entre o trio de intérpretes dos malucos por algoritmos, responsáveis tanto por momentos hilariantes quanto bizarros.

Como contraponto a essa afinada versão freak de Os Três Patetas, Mads Mikkelsen e seu rosto pétreo acrescentam densidade a Loucos por Justiça, fazendo com que o filme seja uma singular obra de classificação incerta.

Foto: Rolf Konow/Divulgação

Loucos por Justiça: * * * *  

COTAÇÕES

* * * * * ótimo     * * * * muito bom     * * * bom     * * regular     * ruim

Assista ao trailer de Loucos por Justiça:

RELACIONADAS

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito