Revista Parêntese

Parêntese #99: Surpresas

Change Size Text
Parêntese #99: Surpresas

A gente pensa no Sérgio Faraco e lembra o quê? O cronista sinuoso mas preciso, o contista áspero mas sensível, o memorialista que parece se guiar pela premissa da “paixão medida” do Drummond – é paixão mas é levada com rédea curta. 

Só que tem mais: tem por exemplo o Faraco fascinado pela figura de Tiradentes, sim, aquele que morreu enforcado e cujo corpo foi esquartejado, quando sonhava com a independência do país. Aqui temos então esta surpresa: um ensaio do Faraco, dando conta de suas pesquisas para concluir que o Joaquim José não chegou a viajar. Até onde? Veja lá.

Surpresa também nos conta a Nilza Rezende, que desencavou, entre as cartas trocadas décadas atrás por seus pais, um fantasma, um poeta e ex-namorado da mãe. História que reponta como uma dessas revelações que reconfiguram o passado.

Ou uma surpresa trágica, como a que ocorreu trinta anos atrás com o Luiz Maurício Azevedo, uma inominável reviravolta com a qual um menino precisou conviver dali por diante. A dureza, a tristeza, o aprendizado.

A surpresa de um engenheiro fotógrafo, um racionalista interessado em paisagens amplas, que após a morte chega aos leitores da Parêntese pela mão de um seu irmão, nosso parceiro Carlos Gerbase. 

A surpresa menos espalhafatosa de chegarmos com a Parêntese ao número 99. Quem diria? Noventa e nove, véspera de cem!

No mais, seguimos com o folhetim do Caue Fonseca, que em seu capítulo 6 mostra em que buraco o Valdir se meteu. Damos a segunda parte da entrevista da Celina Alcântara. Arthur de Faria repassa a vida quase inacreditável do Alemão Stockler – filho do circo, músico de jazz, de pop, de tudo –, que vale muito conhecer.

Antonio Padeiro avança mais um passo em direção aos meandros do Garagem Hermética, em cuja portaria vamos encontrá-lo mediando conflitos, encontrando amigos, observando a vida. Arnoldo Doberstein nos conta uma nova parte da história da cidade, a Santa Casa. E na seção de reflexões sobre tradução, nesta semana leremos um depoimento de quem traduz e interpreta, ao vivo e a quente – Shayla Bittencourt.

Escolhe um dos combos

Pagamento exclusivo via cartão de crédito